COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: Recife registra o menor número de leitos de UTI ocupados desde o início da pandemia

Atualmente, 25% do total das vagas de UTI geridas pela gestão municipal estão com pacientes

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 04/08/2021 às 17:40
Notícia
BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
A Prefeitura do Recife tem 159 leitos em funcionamento, dos quais 80 são de terapia intensiva. Eles estão localizados nos hospitais da Mulher e da Pessoa Idosa (foto) - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

A capital pernambucana registra, nesta quarta-feira (4), o menor número de pacientes com sintomas de covid-19 em leitos de terapia intensiva (UTI). Com 20 pessoas internados, o número é o mais baixo desde o início da pandemia, segundo informa a Prefeitura do Recife. A última vez em que a rede de assistência da cidade havia apresentado uma ocupação baixa foi em outubro de 2020, quando 30% das vagas de UTI estavam preenchidas. Nesta quarta, a Secretaria de Saúde do Recife registra uma ocupação de 25%, considerando a quantidade de leitos ativos. 

Leia também: Terceira dose contra covid-19: "É provável que as pessoas precisem tomar", diz médico especialista em vacinação

Dos 20 pacientes em tratamento da síndrome respiratória aguda grave (srag), 12 são moradores do Recife. Os demais são procedentes de outros municípios, como Olinda, Goiana e Escada, entre outros. De abril a maio deste ano, quando se vivenciou a segunda onda da pandemia, a cidade chegou a ter 95% dos leitos de terapia intensiva ocupados. Na época, a prefeitura disponibilizava 130 vagas de UTI à população.

Com o início da queda no número de novos casos e internações, alguns leitos de UTI começaram a ser desativados, somando 80 em funcionamento hoje. Neste ano, a Prefeitura do Recife registrou 5.522 internações totais, das quais 42,5% dos doentes passaram por UTI.

Atualmente, a Prefeitura do Recife tem 159 leitos em funcionamento - entre eles, 80 são de UTI. Eles estão localizados nos Hospitais da Mulher e da Pessoa Idosa. Os outros 79 leitos são de observação, enfermarias e salas vermelhas, com funcionamento nos hospitais e nas policlínicas municipais.

Além disso, segundo a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau), os casos e óbitos por covid-19 diminuíram no período de um mês. Em junho deste ano, foram confirmados 11.211 novos da doença no município, sendo 10.469 de quadros leves e 742 de síndrome respiratória aguda grave (srag). Em julho, a capital confirmou 6.193 casos. Entre eles, 5.811 foram leves e 382 de srag. Comparando os dois meses, é possível concluir que houve uma queda de 44,8% no número total de casos. 

Sobre os óbitos em decorrência da covid-19, a Sesau explica que, em junho, foram confirmadas 271 mortes; em julho, até o momento, foram 114. Isso representa uma queda de 57,9%. "É importante lembrar que o número de óbitos ainda pode sofrer alterações, tendo em vista que o tempo de conclusão dos exames é variável", esclarece a Sesau. 

Comentários

Últimas notícias