MERCADO IMOBILIÁRIO

Compra de apartamento: veja os bancos que mais financiaram via poupança

Volume financiado pela com recursos das Cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) desacelerou no mês de setembro

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 25/10/2021 às 12:52
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Recife vista do bairro da Ilha do Leite, detalhe ao fundo o bairro de Boa Viagem com seus prédios. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O mês de setembro fechou com desaceleração no volume destinado aos financiamentos imobiliários a partir do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). O montante direcionado para esse fim foi de R$ 17,8 bilhões, cifra 15% inferior ao recorde mensal de R$ 21 bilhões observado em agosto. Em setembro, a captação líquida da poupança SBPE voltou a acusar resultado negativo (- R$ 6,3 bilhões), cenário atribuído à inflação e alta de juros que assolam o País e aumentam as incertezas orçamentárias.

 

Nos primeiros nove meses de 2021, o valor financiado via SBPE atingiu R$ 154,69 bilhões, alta de 96,3% em relação a igual período do ano passado. Nos 12 meses compreendidos entre outubro de 2020 e setembro de 2021, o montante financiado somou R$ 199,86 bilhões, alta de 94,5% em relação aos 12
meses anteriores.

Embora no mês de setembro o montante tenha sido 15% inferior ao recorde mensal de R$ 21 bilhões do mês imediatamente anterior, houve crescimento de 38,2% na comparação com setembro de 2020. 

Foram financiados em setembro de 2021, nas modalidades de aquisição e construção, 73,8 mil imóveis, resultado 18,2% menor que o de agosto. Comparado a setembro de 2020, observou-se alta de 75,6%.

No ano, entre janeiro e setembro de 2021, foram financiados com recursos da poupança do SBPE 663,25 mil imóveis, resultado 137,7% superior ao de igual período do ano passado.

Ranking dos cinco maiores bancos (para aquisição e construção) em setembro de 2021:

Caixa R$ 7,8 milhões/ 40,5 mil unidades

Itaú  R$ 4,4 milhões/ 14,4 mil unidades

Bradesco R$ 2,6 milhões/ 9,3 mil unidades

Santander R$ 1,4 milhão/ 4,8 mil unidades

Baco do Brasil R$ 813 mil/ 2,8 mil unidades

Ranking dos cinco maiores bancos (para aquisição e construção) no ano de 2021:

Caixa R$ 61,6 milhões/ 353,6 mil unidades

Itaú R$ 39,9 milhões/ 126 mil unidades

Bradesco R$ 28,1 milhões/ 99,7 mil unidades

Santander R$ 15 milhões/ 49,2 mil unidades

Banco do Brasil R$ 5,4 milhões/ 19,4 mil unidades

Comentários

Últimas notícias