Coronavírus

Por conta do coronavírus, Premier League e UEFA confirmam adiamento das partidas

Decisão foi divulgada na manhã desta sexta-feira

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 13/03/2020 às 8:43
Notícia
GETTY/UEFA/AFP
Exames realizados no elenco parisiense detectaram três casos não contagiosos da covid-19 - FOTO: GETTY/UEFA/AFP
Leitura:

O coronavírus já vem afetando o futebol há algumas semanas e a situação só se agravou nos últimos dias. Nessa quinta-feira, por exemplo, o técnico do Arsenal, Mikel Arteta, foi diagnosticado com o vírus. Com esse agravamento da situação, as principais entidades do mundo da bola não teriam outra medida a não ser optar pela suspensão das partidas no momento. E foi isso que aconteceu. Na manhã desta sexta-feira, a UEFA e a Premier League - juntamente com as ligas de divisões inferiores do futebol inglês - confirmaram o adiamento dessas partidas.

"Em virtude do COVID-19, todos os jogos das competições de clubes da UEFA programados para a próxima semana estão adiados. Isso inclui jogos da Champions League, da Europa League e da UEFA Youth League. Outras decisões sobre a realização dessas partidas serão divulgadas oportunamente.", diz a UEFA em sua nota oficial.

LEIA MAIS

Arsenal confirma que o técnico Mikel Arteta foi diagnosticado com coronavírus

 

Mesmo com pandemia do coronavírus, CBF garante continuidade dos campeonatos no Brasil

 

Por conta do coronavírus, Libertadores é suspensa temporariamente

 

PREMIER LEAGUE E OUTRAS LIGAS DO FUTEBOL INGLÊS

Além de Mikel Arteta, quem também foi diagnosticado com coronavírus foi o jovem jogador do Chelsea Hudson-Odoi. E por isso, em decisão conjunta com as ligas de divisões inferiores do futebol inglês, a Premier League divulgou que as partidas estão suspensas até 4 de abril, data onde será feita uma reavaliação para saber quais rumos o esporte vai tomar. O comunicado também diz que novas atualizações serão divulgadas quando necessário.

O principal executivo da Premier League, Richard Masters, destacou que o bem-estar social é o que realmente importa neste momento. "Acima de tudo, desejamos uma recuperação rápida a Mikel Arteta, Hudson-Odoi e todos os outros afetados pelo COVID-19. Nesta situação sem precedentes, estamos trabalhando em estreita colaboração com nossos clubes, governo, FA e EFL e podemos tranquilizar a todos que a saúde e o bem-estar de jogadores, funcionários e torcedores são as nossas prioridades", disse o executivo

Comentários

Últimas notícias