Adiantamento

CBF vai fazer repasse de quase R$ 900 mil à Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf)

Valor vai funcionar como adiantamento, referente às taxas de arbitragens das competições

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 01/04/2020 às 13:35
Notícia
CBF/REPRODUÇÃO
O presidente da Anaf, Salmo Valentim, celebrou acordo com o presidete da CBF, Rogério Caboclo - FOTO: CBF/REPRODUÇÃO
Leitura:

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu acatar o pedido da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) e começar, nesta quarta-feira (1), repasse de valores para ajudar os árbitros do País nos próximos três meses. O período foi o determinado pelo Ministério da Saúde como o necessário ao afastamento social para a contenção da pandemia do novo coronavírus. Todas as competições sob a chancela da entidade máxima do futebol brasileiro estão paralisadas desde o dia 15 de março.

>>Fifa estuda investir 7,8 bilhões para ajudar futebol mundial durante crise

>>Dirigente revela que Náutico não conseguiu fechar patrocínio por causa do coronavírus

>>Presidente do Náutico aponta que organização financeira dos clubes será diferencial na Série B

>>Com férias dadas aos atletas, clubes vivem momento de incerteza com a crise do coronavírus

O anúncio de que o presidente da CBF, Rogério Caboclo, concordou em fazer o repasse foi feito pelo presidente da Anaf, Salmo Valentim. Salmo, inclusive, já integrou o quadro de árbitros da Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

POR CATEGORIA

Os valores estendidos aos juízes de futebol pela CBF vão oscilar de acordo com as categorias. A CBF vai pagar R$ 6 mil para quem é árbitro do quadro da Fifa, R$ 3 mil para a categoria AB e mais R$ 1,5 mil os das C e D. O valor total de todo o repasse se aproxima de R$ 900 mil. Caberá à Anaf a responsabilidade integral pela prestação de contas dos repasses.

O montante recebido da CBF, de acordo com documento enviado pela Anaf à entidade, é um adiantamento de taxas de arbitragem. Portanto, quando o calendário de competições for retomado, a CBF fica desobrigada de efetuar novamente esse repasse. 

Comentários

Últimas notícias