Ajuste

Fina vai estudar com parceiros mudança de data no Mundial de Natação de 2021

Aleteração se faz necessária por choque de datas com os jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para o ano que vem

AFP
AFP
Publicado em 01/04/2020 às 15:28
Notícia
SATIRO SODRÉ/SSPRESS
Bruno Fratus é atleta da seleção brasileira de natação e especialista nos 50 metros livres - FOTO: SATIRO SODRÉ/SSPRESS
Leitura:

A Federação Internacional de Natação (Fina) irá consultar seus parceiros para "estudar uma revisão das datas" do próximo Mundial, previsto para o verão (boreal) de 2021, mesmo período dos Jogos de Tóquio, adiados e que serão disputados de 23 de julho a 8 de agosto do ano que vem.

>>Simone Biles treina com cachorro, após chorar de frustração por adiamento dos Jogos de Tóquio

>>Atletas que já conquistaram vaga nos Jogos de Tóquio não perderão por adiamento do evento

>>Conheça quem são os nadadores apontados por Cielo como candidatos ao Ouro nos Jogos de Tóquio em 2021

O Mundial de natação de 2021 estava programado para acontecer entre 16 de julho e 1º de agosto, também no Japão, mas em Fukuoka, no sul do arquipélago japonês.

PROFISSIONALISMO

"A Fina comemora as novas datas dos Jogos de Tóquio e a clareza que trazem", declarou a entidade em comunicado, no qual seu presidente, Julio Maglione, elogiou a "rapidez" e o "profissionalismo" de Tóquio-2020 e do COI para tomar a decisão.

"Já saber estas datas é de uma grande ajuda para as federações e os atletas", continuou.

"A Fina agora se concentrará na organização do Mundial para estudar uma revisão das datas previstas. Consultará todas as partes envolvidas; atletas, técnicos, federações nacionais, detentores dos direitos de transmissão e patrocinadores para determinar a solução mais apropriada", completou.

Desde o anúncio do adiamento dos Jogos de Tóquio, na semana passada, a Fina se mostrou disposta a mudar as datas de seu Mundial para abrir uma brecha no calendário de 2021 para o evento olímpico.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias