futebol americano

Washington Redskins mudará de nome por conta do movimento antirracista

A equipe já havia anunciado que o nome estava sob revisão

AFP
AFP
Publicado em 13/07/2020 às 17:37
Notícia
CHIP SOMODEVILLA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Patrocinadores exigiram a mudança. - FOTO: CHIP SOMODEVILLA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Leitura:

O time de futebol americano Washington Redskins ("Os peles vermelhas de Washington) confirmou nesta segunda-feira (13) que mudará seu nome e logotipo, por conta do  ressurgimento da controvérsia nos Estados Unidos após a onda de protestos contra o racismo.

"Confirmamos que vamos retirar o nome e o logotipo dos Redskins", divulgou a equipe da NFL em comunicado, indicando que ainda está trabalhando na nova identidade.

A equipe já havia anunciado que o nome estava sob revisão, no momento em que os Estados Unidos realizam um auto-exame sobre o racismo, pelos protestos sociais impulsionados pela a morte do cidadão negro George Floyd numa ação policial em 25 de maio.

A franquia de esportes anunciou em 3 de julho que estava iniciando um processo de "revisão completa" depois que as pressões aumentaram e seus patrocinadores exigiram a mudança.

As críticas vêm aumentando há décadas para que o nome seja alterado e várias organizações indígenas pediram a equipe a "abandonar esse insulto racista".

No entanto, o proprietário do time, Dan Snyder, até o momento recusou e alegou que o nome era uma homenagem ao povo indígena.

OUTRAS EQUIPES

Além do Washington Redskins, outras equipes norte-americanas de diversos esportes usam nomes e símbolos considerados racistas. É o caso do Kansas City Chiefs, também de futebol americano, e Florida State Seminoles, de futebol americano universitário. Em outras modalidades, Chicago Blackhawks, do hóquei, e Cleveland Indians e Atlanta Braves, ambos de beisebol.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias