CRISE

Diretoria do Imperatriz busca solução para punição da Fifa e diz que não pode obrigar atletas a jogarem

O presidente do clube maranhense, Adauto Carvalho, trabalha nos bastidores para pagar dívida com clube uruguaio, mas deixa em aberto possibilidade de W.O em jogo contra o Santa Cruz

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 26/10/2020 às 20:41
Notícia

divulgação/ Imperatriz
Imperatriz conquistou apenas um ponto no Grupo A da Série C - FOTO: divulgação/ Imperatriz
Leitura:

Incerteza. Essa é a atual realidade do Imperatriz. Diante do impedimento da Fifa para que o clube maranhense inscreva mais atletas para o restante da Série C - devido a uma dívida de 44 mil dólares (cerca de R$ 250 mil) com o Atlético Fênix (URU) -, os jogadores do Cavalo de Aço estão ameaçando não entrar em campo no próximo sábado (31), contra o Santa Cruz, pela 13ª rodada da Terceirona. Atualmente, o elenco da equipe maranhense só conta com 14 atletas e, desses, dois estão lesionados e estão sendo relacionados apenas para atingir o número mínimo de jogadores para a disputa da partida. Diante desse cenário, os jogadores do Imperatriz alegaram desgaste excessivo durante os jogos, já que não há número de suplentes suficientes para as substituições. E, por isso, decidiram só voltar a campo caso o problema junto à Fifa seja resolvido e novos atletas sejam inscritos.

O presidente do Imperatriz, Adauto Carvalho, se reuniu na tarde desta segunda-feira (26) com a direção do clube, dentre eles, o vice-presidente Wagnner Ayres; o presidente do Conselho Deliberativo, Antônio Torres; e o conselheiro Maurício da Embratel, para discutir a situação financeira do Cavalo de Aço. A conversa serviu para elencar possível soluções para o atual momento do clube e, nesse encontro, ficou decidido que o carro doado pela CBF na volta do futebol será utilizado para levantar o dinheiro necessário para quitar a dívida da agremiação com o clube uruguaio Fénix.

A reportagem do Jornal do Commercio entrou em contato com a assessoria de comunicação do Imperatriz para saber a respeito da possibilidade de os atletas do time maranhense não entrarem em campo no final de semana e o Santa Cruz vencer a partida por W.O. A resposta obtida foi de que o presidente Adauto Carvalho está fazendo de tudo o que está ao alcance para solucionar o problema.

Em 12 partidas disputadas na Série C, o Imperatriz somou apenas um ponto, no empate diante do Remo, na 3ª rodada. Além de ocupar a lanterna do Grupo A e praticamente rebaixado para a Quarta Divisão, o time maranhense tem o pior aproveitamento dentre os 20 clubes participantes da competição.

PRONUNCIAMENTO

A Sociedade Imperatriz de Desportos por meio do seu presidente ressalta que fará tudo o que estiver ao alcance para solucionar o problema. Sobre o posicionamento dos atletas de não entrarem em campo caso não haja novas inscrições e opções para substituição, o presidente Adauto Carvalho declarou que "não podemos obrigá-los a jogar, mas a nossa parte em relação a eles está em dia e as mesmas penalidades que o time sofrer, os atletas também sofrerão".

PODCAST

A firme campanha do Santa Cruz na Série C do Campeonato Brasileiro foi um dos temas debatidos no na Cara do Gol, podcast da Rádio Jornal sobre o futebol pernambucano. O programa, que vai ao ar às segundas-feiras, no Youtube da Rádio Jornal, contou com as presenças de Alexandre Costa, Tiago Morais, Lilian Fonsêca e Marcos Leandro. 

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias