INTIMAÇÃO

Justiça intima Náutico sobre leilão de imóvel para execução de mais de R$ 500 mil a Givanildo Oliveira

Prédio da garagem do remo alvirrubro, na Rua da Aurora, foi colocado a leilão para pagamento de valor da ação movida pelo treinador

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 19/05/2020 às 21:31
Notícia
Foto: Google Street View / Reprodução
Prédio que serve como garagem do departamento de remo do Náutico foi colocado a leilão - FOTO: Foto: Google Street View / Reprodução
Leitura:

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o departamento jurídico alvirrubro ganhou um problema a mais para resolver. Nesta terça-feira (19), o Juiz Hélio Luiz Fernandes Galvão,da 5ª Vara do Trabalho do Recife, intimou o Náutico para comunicar ao clube que o prédio utilizado como garagem do departamento de remo, que fica localizado na Rua da Aurora, em Santo Amaro, vai a leilão para o pagamento da ação movida e ganha por Givanildo Oliveira - o treinador entrou na justiça contra o Timbu em 2017 -, com o valor da execução sendo de R$ 517.829,86.

De acordo a intimação judicial, o leilão será realizado por "arrematação pública e por modalidade online, com a sessão virtual a ser realizada no dia 20/07/2020, às 9h, com transmissão em tempo real". Ainda segundo o documento obtido pela reportagem do Jornal do Commercio, ''caso não haja licitante ou dê-se indeferimento do lanço vencedor, o(s) bem(ns) será(ão) alienado(s) em segundo leilão designado para encerar-se em sessão virtual a ser realizada no dia 11/08/2020 no mesmo horário acima especificado, novamente pelo maior lanço ofertado".



O JC procurou Bruno Becker, vice-jurídico do Náutico, para saber qual medida será adotada pelo clube nesse caso envolvendo a execução referente à ação movida pelo treinador Givanildo Oliveira. "Oficialmente nós ainda não recebemos nenhuma intimação judicial a respeito desse caso. Deve chegar, via e-mail, amanhã (quarta-feira). Vamos esperar chegar formalmente a intimação via Diário Oficial Eletrônico", explicou o jurídico alvirrubro. "Esse processo específico, quando formos intimados formalmente, vamos analisar e verificar a medida jurídica pertinente para retirar o bem do leilão", concluiu.

O prédio de número 1193, na Rua da Aurora, em Santo Amaro, pertencente ao Clube Náutico Capibaribe foi avaliado em R$ 3.288.000,00. Ele é composto dois pavimentos, tendo no térreo: duas salas, saleta, três quartos, cozinha, corredor, serviço sanitário; e, no pavimento superior: duas salas, quatro quartos e outras dependências e servidões.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias