Erick

Vontade de Erick em permanecer no Náutico pode pesar por renovação de empréstimo

Erick tem 14 jogos e um gol marcado nesta segunda passagem pelo Timbu

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 27/05/2020 às 18:33
Notícia
Caio Falcão/Náutico
Erick tem contrato com o Náutico até o final de junho - FOTO: Caio Falcão/Náutico
Leitura:

Uma das metas postas pelo Náutico quanto ao futebol durante esta parada causada pela pandemia do novo coronavírus, é a manutenção do ponta-direita Erick. O atacante, que foi revelado no clube em 2017, chegou por empréstimo junto ao Braga-POR, clube detentor dos seus direitos, até o fim de junho. A ideia de aumentar a permanência do atleta no Timbu, pelo menos até o fim deste ano, já existia desde que ele chegou. Mas com a atual pausa no esporte e o fim do contrato cada vez mais próximo, o Alvirrubro toma suas providências. Apesar de pouca coisa ter evoluído desde então, há um fator que pode contribuir muito para que o jovem permaneça: a vontade tanto dele, quanto do Náutico, de seguir juntos.

“Eu acho que, nesse tipo de situação, pesa muito a vontade do clube e do atleta. O Náutico quer continuar com Erick, e Erick quer continuar com o Náutico. Então entendo que é simplesmente a gente achar o caminho. Está incerto, demora um pouquinho, dá um pouquinho de trabalho, mas a gente acha. Com o Flamengo (para a volta do atacante Thiago), a gente passou quase 30 dias negociando para chegar a um denominador. Às vezes, eu prefiro ter um pouquinho de paciência para fazer uma boa negociação do que, às vezes, na ansiedade de resolver logo, acabar não fazendo algo que seja adequado. Então tendo um pouquinho de paciência, vai dar certo”, explicou o vice-presidente de futebol do Timbu, Diógenes Braga.

Em Portugal, o futebol também está parado, mas já existe data marcada para o retorno. Dia 3 de junho a bola volta a rolar no Campeonato Português. O Braga-POR está na terceira posição, com 46 pontos. De acordo com a direção alvirrubra, o contato entre os clubes já foi feito, mas ainda há precaução porque o time europeu ainda está se organizando neste momento de crise, e a negociação sobre o atacante do Náutico acaba sendo alongada, consequentemente.

Na atual temporada, Erick disputou 14 partidas e marcou um gol, diante do Petrolina, pelo Campeonato Pernambucano. Ele surgiu em 2017 como uma grande promessa e, naquela temporada, realizou 37 jogos e balançou as redes nove vezes. Chamou a atenção do Braga-POR e foi vendido por 1,1 milhão de euros - o que, na época, correspondia a quase R$ 4 milhões. Deste montante, o Náutico ficou com 70%. O atacante, hoje com 22 anos, ainda não se firmou na equipe portuguesa, e tem sido emprestado para ganhar mais experiência. Passou pelo Vitória-BA e também pelo Gil Vicente-POR antes de retornar ao Timbu.

O ponta-direita foi tratado como uma das principais contratações para este ano, mas ainda não deslanchou. Acabou colecionando atuações irregulares e algumas críticas da torcida por conta disso. Porém, pelo potencial que demonstrou desde que saiu do clube e pela pouca idade, há, sim, a esperança de que ele reencontre o melhor futebol e as boas atuações que tanto o fizeram ter destaque no Náutico anteriormente.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias