Aflitos

Aflitos recebe vistoria e Náutico mostra confiança em retomar capacidade

Náutico trabalha para que a capacidade dos Aflitos seja ampliada para cerca de 22 mil pessoas

Fernando Castro
Fernando Castro
Publicado em 25/06/2020 às 21:38
Notícia
Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Durante o período sem jogos, o Náutico vem realizando algumas obras nos Aflitos - FOTO: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Leitura:

A diretoria do Náutico tem aproveitado o período sem jogos para dar continuidade às obras na estrutura dos Aflitos. Nesta quinta-feira (25), o estádio recebeu uma vistoria do Corpo de Bombeiros e o clube está confiante em poder retomar a capacidade máxima de 22 mil torcedores. Na última semana, o trabalho de requalificação da pilastra danificada por um caminhão foi finalizado, assim como a retirada de duas rampas de acessibilidade localizadas nas arquibancadas a pedido do órgão de segurança, como explicou o diretor patrimonial Eduardo Carvalho.

"Durante essa vistoria verificamos que temos que fazer pequenas intervenções em guarda-corpo e gradil. Já concluímos a retirada de duas rampas de acessibilidade, uma no setor Hexa e outra no setor das cadeiras. Essas rampas foram retiradas porque o Corpo de Bombeiros entendeu que em uma situação crítica a rampa é um dificultador de saída do nosso torcedor, retiramos e entendemos que podemos voltar a ter uma carga maior daquele dois setores", explicou Eduardo Carvalho, em entrevista ao repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal.

Além dos pequenos reparos indicados pelo Corpo de Bombeiros depois de realizar a vistoria nos Aflitos, o Náutico ainda precisa de um laudo do engenheiro calculista das obras já finalizadas na pilastra e nas vigas danificadas pelo caminhão. Para ter a capacidade do estádio ampliada acima do aumento correspondente às adequações feitas durante a pandemia, o clube contratou uma empresa especialista para realizar um estudo e desenvolver um projeto de prevenção e combate de incêndio nos Aflitos.

"Com todas essas pequenas intervenções executadas e com o laudo do engenheiro calculista com relação ao conserto da coluna danificada e das vigas adjacentes, nós entendemos que a nossa capacidade tende a crescer. Paralelamente a isso, é necessário que nós consigamos dar carga ao projeto de prevenção e combate a incêndio junto ao Corpo de Bombeiros, isso vai ser o que nos possibilitará a ter novamente a carga máxima no nosso estádio. Uma empresa especialista vai realizar um estudo com a planta baixa de todo o estádio", revelou o diretor patrimonial do Náutico.

CAPACIDADE ATUAL

Atualmente, a capacidade liberada pelo Corpo de Bombeiros para os Aflitos é de 14.495 pessoas. O diretor patrimonial do Náutico acredita que o clube cumprindo todas as determinações o estádio volta a ter a capacidade máxima, prevista para cerca de 22 mil torcedores. "A gente entende que nos próximos dias a maioria das intervenções serão realizadas com facilidade, isso não deve ser empecilho para ter aumento na carga do torcedor e os jogos aconteçam com bastante tranquilidade", destacou Eduardo Carvalho.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias