timbu

Rafael Ribeiro comenta gol a favor e contra em classificação do Náutico

Rafael Ribeiro marcou duas vezes no jogo das quartas de final contra o Central. Um para o Náutico e um para o adversário

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 28/07/2020 às 7:32
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IAMGEM
Rafael Ribeiro comemora o gol pelo Náutico diante do Central com Carlão e Kieza. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IAMGEM
Leitura:

O zagueiro Rafael Ribeiro assumiu a titularidade na defesa do Náutico em duas partidas consecutivas. O jogador entrou em campo na eliminação da Copa do Nordeste 2020, na quarta-feira passada (22), diante do Bahia, e na classificação para a semifinal do Campeonato Pernambucano, no domingo (26), em vitória sobre o Central. E nesse último jogo, Rafael passou por uma situação, no mínimo, inusitada.

Foi o zagueiro quem abriu o placar na Arena de Pernambuco, ainda no primeiro tempo de jogo. Na etapa seguinte, Rafael Ribeiro balançou as redes de novo. Mas, em gol contra, favorecendo o Central. Algo que nunca ocorreu em sua carreira e que ele não lembra de ter visto.

 

"Nunca aconteceu comigo de fazer um gol e outro contra. Foi um lance muito rápido. Quando vi, já estava em cima de mim e acabou entrando. Graças a Deus, a equipe saiu com a vitória, isso que vale. Não que eu me lembre, não tenho conhecimento disso acontecer com outro jogador. Mas faz parte", minimizou o jogador.

Agora, ele se prepara para o Clássico das Emoções da noite de quarta-feira (29), às 21h30, pela semifinal do Pernambucano. "Feliz que a gente se classificou, feliz pela oportunidade que o professor Gilmar Dal Pozzo está me dando. Ontem (domingo), fui feliz, fiz uma boa partida, fiz o gol, mas mais feliz pela vitória e classificação", disse Rafael.

O adversário é o Santa Cruz. Inicialmente, o jogo está marcado para a Arena de Pernambuco, mas o Tricolor tenta levar o jogo para o estádio do Arruda.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias