Timbu

Salgueiro protocola desistência da Copa do Nordeste e Copa do Brasil; Náutico pode ficar com vagas

Veja na matéria a formalização do Salgueiro junto a FPF da desistência da Copa do Brasil e Copa do Nordeste

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 03/02/2021 às 15:29
CAIO FALCÃO/ACERVO NÁUTICO
Náutico pode ganhar "presente" do Salgueiro - FOTO: CAIO FALCÃO/ACERVO NÁUTICO
Leitura:

O Salgueiro encaminhou ofício a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), nesta quarta-feira, afirmando que está desistindo de participar da Copa do Nordeste e Copa do Brasil. A alegação do clube sertanejo é a crise financeira e falta de patrocínios. Dessa maneira, o Náutico deve herdar a vaga do Carcará nas duas competições por causa do ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

LEIA MAIS

Prefeitura alega que cortou patrocínio do Salgueiro para investir no sistema de saúde

Em comunicado, Salgueiro justifica saída das copas do Nordeste e do Brasil

> Náutico aguarda posição da CBF sobre vagas do Salgueiro no Nordestão e Copa do Brasil

FPF diz que não decide se Náutico herda vagas do Salgueiro nas copas do Nordeste e do Brasil

> Desistência da Copa do Nordeste e Copa do Brasil pega time do Salgueiro de surpresa

> Vice-presidente diz que só “falta o Athletico” para Náutico acertar renovação do goleiro Anderson

> Diógenes Braga admite que Náutico errou ao manter a maioria do elenco campeão da Série C

> Executivo de futebol Ari Barros confirma acerto com o Náutico

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda precisa oficializar a desistência do Salgueiro no Nordestão e Copa do Brasil. O repórter Igor Moura, da Rádio Jornal, teve acesso ao documento enviado pela diretoria sertanejo ao presidente da FPF, Evandro Carvalho.

"Resolveu, por unanimidade, a diretoria do nosso clube formalizar perante vossa senhoria, não só para o devido conhecimento da FPF, mas, também, para encaminhar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de que o nosso clube não disputará a edição da Copa do Nordeste e Copa do Brasil de 2021", escreveu o Salgueiro.

"Assim, sendo solicitado que a FPF adote medidas necessárias, no âmbito estadual e junto a CBF, para efetivar a retirada do nosso clube das duas competições citadas. Esperamos tão logo que possamos promover uma reestruturação financeira, voltamos a disputar as citadas competições nas próximas edições", completou.

TIMBU

Confirmada a desistência do Salgueiro, o Náutico ganha um grande "presente" do Salgueiro. Isso porque na temporada 2021 o clube alvirrubro iria disputar apenas o Pernambucano e o Série B. Além do calendário enxuto, a direção do Timbu também não teria as grandes cotas de participação da Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Assim, também deve gerar um fôlego financeiro para o time vermelho e branco neste semestre.

Procurado pela reportagem do JC, o presidente do Timbu, Edno Melo, afirmou que soube da notícia quando a imprensa veiculou e pregou cautela neste momento. "Temos que esperar o oficial porque essa informação ainda é oficiosa. A CBF não falou nada, a FPF também não. Vamos aguardar para não comemorar uma coisa que não vai acontecer", disse. 

Segundo Edno, caso se confirme, o Náutico "estará totalmente preparado" para acrescentar as duas competições ao seu planejamento para a temporada. 

O programa na Cara do Gol desta quarta-feira (3) abriu justamente falando sobre essa polêmica da desistência do Salgueiro das Copas do Nordeste e do Brasil. Veja o debate abaixo:

 

SURPRESA

A formalização do Salgueiro em não participar da Copa do Nordeste e Copa do Brasil também pegou o elenco e a comissão técnica do Carcará de surpresa. Procurado pelo Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, o auxiliar técnico Marcos Tamandaré revelou que o presidente sertanejo José Guilherme ainda não conversou com ninguém da equipe. Inclusive, o time do Sertão de Pernambuco continua treinando normalmente.

"Só quem pode falar sobre isso é o presidente (José Guilherme). Chegamos para treinar agora à tarde (quarta-feira) e ficamos sabendo da decisão. Não conversamos com ele, não consegui falar. Nem sei direito o que está acontecendo. Estava dando o treino e acabou agora", afirmou Tamandaré.

FEDERAÇÃO

O Salgueiro oficializou a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) nesta quarta-feira (3) sobre sua desistência da Copa do Nordeste e Copa do Brasil, alegando uma crise financeira e falta de patrocínios. Este foi o ponto de partida para o surgimento de algumas dúvidas: Quem herda as vagas do Carcará nas duas competições? E as cotas, como ficam? Segundo o presidente da FPF, Evandro Carvalho, estas respostas não cabem à Federação, mas sim à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e à Liga do Nordeste.

"O clube é uma entidade privada, com prerrogativa de autonomia plena, concedida na Lei Pelé. Então, o clube pode exercer esse direito e não precisa justificar nada à federação. Basta comunicar, é um direito de natureza privativa. Aceitamos e encaminhamos para a CBF e para a Liga", disse em entrevista ao JC.

Frisando que a decisão do Salgueiro em não participar das competições não afeta em nada a FPF, Evandro Carvalho também destacou que não sabe o que acontecerá com as vagas. "Uma vaga é da Liga (do Nordeste), ela que resolve. A oura vaga é da CBF, ela que resolve. Não tenho a menor ideia e não me envolvo", enfatizou.

2020

A desistência do Salgueiro quebra a expectativa criada após o inédito título estadual de 2020. O Carcará desbancou o Santa Cruz na final do Pernambuco e conquistou a vaga na Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Os outros dois clubes pernambucanos que irão participar das competições são os rivais Sport e Santa Cruz.

As participações do Leão e a Cobra Coral foram conquistadas pelo bom posicionamento no ranking da CBF. No caso, na frente do Náutico, que estava ficando fora dos torneios. O Tricolor do Arruda ainda teve que participar da fase preliminar do Nordestão e, nessa terça-feira, garantiu a vaga na fase de grupos após eliminar o Itabaiana.

POSICIONAMENTO

PREFEITURA

A pandemia do novo coronavírus e a necessidade de melhorar a estrutura do sistema de saúde da cidade. Esses são os principais motivos que levaram a Prefeitura de Salgueiro a cancelar o patrocínio destino ao clube do município. É o que garantiu o vice-prefeito Edilton Carvalho (Podemos) em entrevista ao repórter Filipe Farias, da Rádio Jornal. Ele também fez questão de frisar que a atual gestão continua apoiando a equipe e atual campeã de Pernambuco, inclusive, pagando as contas de água e energia da agremiação. Outro detalhe revelado foi uma notificação da Promotoria que classificou como "ilegal" o investimento no time.

CONFIRA

Nenhuma descrição disponível.

Comentários

Últimas notícias