ELOGIOS DO COMANDANTE

Náutico: Hélio dos Anjos comenta e elogia características do volante Marciel e do meia Giovanny

Hélio dos Anjos afirmou, no entanto, que os reforços estão em processo de adaptação ao estilo de jogo do Náutico

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 19/02/2021 às 14:02
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Hélio dos Anjos elogiou a dupla de reforços. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Reforços do Náutico para a temporada 2021, o volante Marciel e o meia Giovanny foram elogiados pelo técnico Hélio dos Anjos. De acordo com o comandante alvirrubro, os jogadores chegam com características interessantes e que faltam ao elenco Alvirrubro. A dupla, aliás, disputou a Série B de 2020. Enquanto o volante Marciel atuou pelo Juventude, clube que conseguiu o acesso à Série A, o meia Giovanny defendeu as cores do Guarani, equipe que permaneceu na Segunda Divisão, assim como o Náutico. Portanto, são jogadores que já conhecem a competição, algo que o Náutico traçou como fundamental para fazer contratações.

"São dois jogadores com características diferentes dos jogadores que eu tenho de meio-campo, principalmente o Marciel. O Marciel é um jogador canhoto, versátil, com boa mobilidade, excelente passe. É um jogador diferente nas suas características de movimentação em relação ao próprio Djavan, Rhaldney, Trindade e ao próprio Lucas (Paraíba) que está aqui. É um jogador que acrescentará muito tecnicamente ao setor. O Giovanny é um jogador de um contra um. Abusado, técnico, que tem paciência com a bola na zona final, na zona de definição", explicou Hélio dos Anjos.

Apesar da dupla conhecer a Série B, o técnico Hélio dos Anjos ressaltou a necessidade de Marciel e Giovanny se adaptarem ao estilo de jogo do Náutico, uma vez que eles estavam em clubes que atuavam de uma maneira diferente do Timbu, segundo o comandante alvirrubro. Desde que Hélio chegou ao clube, a equipe tem como principal característica a intensidade, algo que o treinador considera fundamental no seu modelo de jogo.

"O aprimoramento físico deles é muito importante, cada um veio em um estágio físico. E também pela própria adaptação a nossa característica de trabalho. Os dois jogadores trabalharam em equipes com modelos de jogo diferentes do nosso. Então esses dois jogadores precisam da adaptação e isso é feito com treinamento e repetição para que eles criem as verdadeiras condições e sejam quem eles realmente são", explicou.

GOLEIRO

Com o retorno de Anderson para o Athletico Paranaense, o Náutico está em busca de um goleiro. Recentemente o clube tentou a contratação de Caíque França, que disputou a última Série B pelo Oeste. No entanto, o Corinthians, clube detentor do atleta, não liberou o arqueiro para o Timbu. "A questão do goleiro ninguém está numa caça, porque caçar você sai atirando em qualquer. Nós estamos pesquisando. O Anderson não ficou. Uma opção que nós tínhamos tudo acertado, mas o Corinthians ficou com o jogador. E isso demonstra a qualidade que o Caíque França tem", pontuou.

Comentários

Últimas notícias