MEMÓRIA

Rádio Jornal reprisará, neste domingo, título do Santa Cruz em cima do Sport no Estadual de 2011

Diante de Arruda com 62.243 torcedores, o Santa Cruz sagrou-se campeão pernambucano e, de quebra, tirou a chance do rival ser hexacampeão estadual

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 28/06/2020 às 8:23
Notícia
RODRIGO LOBO/ ACERVO JC IMAGEM
Santa Cruz venceu o Sport em três de quatro jogos em 2011. - FOTO: RODRIGO LOBO/ ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

2011 é um ano especial para o torcedor do Santa Cruz. Isso porque o Tricolor conseguiu sair do calvário da Série D após dois anos e, no início da temporada, foi campeão pernambucano em cima do Sport, tirando a chance do Leão conquistar o hexacampeonato e se igualar ao Náutico. E neste domingo, às 16h, a massa coral vai poder reviver a emoção do título estadual diante do rival nas ondas da Rádio Jornal, que vai reprisar o segundo jogo da final. Nessa partida, o Santa Cruz até foi derrotado pelo Rubro-Negro com gol solitário do meia Marcelinho Paraíba já nos acréscimos, mas ergueu o troféu porque havia vencido na Ilha do Retiro por 2x0.

Num Arruda que recebeu 62.243 torcedores, o Santa Cruz, sob o comando do técnico Zé Teodoro, sagrou-se campeão pernambucano após seis anos de jejum. Além disso, voltou a ganhar uma final de Estadual contra o Sport, o que não acontecia desde 1990 - o Tricolor perdeu cinco decisões para o Leão ao longo desses 21 anos. A equipe da Rádio Jornal que transmitiu aquele título histórico do clube coral foi formada por Aroldo Costa na narração, Maciel Júnior nos comentários e três repórteres de campo: Pedro Silva, José Silvério e Alfredo Augusto Martinelli.

LEIA MAIS

Barcelona cede empate no fim do jogo e pode perder liderança

Mönchengladbach vence e garante vaga na Champions League

Athletic Bilbao vence e mantém sonho de vaga na Europa League

O JOGO

Como havia perdido por 2x0 na Ilha do Retiro, só restava ao Sport atacar para tentar devolver o placar e forçar ao menos uma decisão por pênaltis. No entanto, não era uma missão fácil, já que o Leão havia perdido os três jogos contra o Santa Cruz até a final - e curiosamente foi derrotado por 2x0 em todos. Na etapa inicial, duas boas oportunidades para cada time. Pelo lado do Sport, as chances foram com Bruno Mineiro. Uma o atacante cabeceou para fora e a outra chutou fraco para a defesa do goleiro Tiago Cardoso. Já o Santa Cruz parou em Magrão tanto no chute de Landu quanto no do meia Wesley.

No 2º tempo, foi o Santa que teve a primeira chance, mas a cabeçada de Gilberto parou em Magrão. Aos 25, a bola sobra limpa na marca do pênalti para Gilberto, mas o artilheiro erra o chute. Dois minutos depois, Thiago Cunha chuta e obriga Magrão a fazer uma ótima defesa. Numa das poucas oportunidades do Sport, após um bate rebate na área, Renato chuta, mas é travado por Jeovânio. Nos acréscimos da partida, pênalti para o Leão. Na cobrança, Marcelinho Paraíba bate e faz, mas logo em seguida o árbitro acaba e confirma: Santa Cruz campeão pernambucano pela 25ª vez.

ESCALAÇÕES DA FINAL

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Everton Senna, Leandro Souza e André Oliveira; Memo, Jeovânio, Wesley, Natan (Têti) e Renatinho; Gilberto (Léo) e Landu (Thiago Cunha). Técnico: Zé Teodoro

Sport: Magrão; Renato, Montoya, Alex Bruno e Wellington Saci (Romerito); Hamilton, Tobi, Daniel Paulista e Marcelinho Paraíba; Bruno Mineiro (Tadeu) e Carlinhos Bala (Ciro). Técnico: Hélio dos Anjos

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias