tricolor

Santa Cruz faz aposta segura em Marcelo Martelotte

O técnico Marcelo Martelotte foi anunciado pelo Santa Cruz como substituto de Itamar Schulle, que deixou a equipe para assumir o Oeste

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 09/09/2020 às 7:31
Notícia

Guga Matos/JC Imagem
Técnico chega para sua quarta passagem no clube. - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

O dia de ontem foi bastante movimentado nas repúblicas independentes do Arruda. No começo da tarde, o clube anunciou o desligamento do técnico Itamar Schulle e, minutos depois, comunicou o nome do novo comendante do time coral. E, bem, um novo não tão novo assim dentro do Santa Cruz. Marcelo Martelotte é o treinador que chega ao Tricolor para a sequência da Série C do Campeonato Brasileiro e sua quarta passagem no comando da equipe da zona norte recifense.

Trazer Martelotte de volta é uma aposta segura do clube. Um velho conhecido com o objetivo de manter o ritmo na Terceira Divisão e, finalmente, depois de três temporadas deixar o calvário, ao retornar para a Segundona. O técnico, um conhecedor da estrutura do Santa Cruz, pega o time na vice-liderança do Grupo A, com os mesmos 10 pontos do Ferroviário, primeiro colocado.

Além disso, é continuar dando passos que aguenta. Nada de extravagâncias por parte da diretoria, alguém dentro do orçamento e em uma ação rápida. “Ele conhece a história do clube, conhece o staff. Isso ajuda muito em uma adaptação. Ajuda o conhecimento que nós temos. Vamos dar todo suporte a Marcelo. O elenco, está acompanhando a competição. Esse conjunto nos aproxima da melhor solução momentânea que é o Marcelo”, explicou o executivo de futebol coral Nei Pandolfo.

Hoje, Martelotte se pronuncia pela primeira vez (dessa vez) como técnico do Santa Cruz. Mas, ontem, ele já deixou um recado para a torcida do time. "Pedir apoio de vocês, o time sempre precisou e sempre vai precisar do torcedor. A torcida tricolor é diferente e faz a diferença. Grande abraço desde já, obrigado por tudo que fizeram por mim antes e espero retribuir trabalhando e principalmente colocando o Santa Cruz novamente na Série B", disse.

Como a equipe já apresenta um padrão de jogo implantado pelo técnico Itamar Schulle, Pandolfo acredita que o modelo fica em função dos atletas. Para o executivo, a missão de Martelotte é extrair o máximo de cada jogador de acordo com a característica de cada um.

"Marcelo vai usar o que ele tem de melhor e está estruturado e, se possível, melhorar. Trabalhar para trazer mais reforços, continuar a busca e dar sustentação a Marcelo, de mais recurso técnico de atletas. É um cara de boa formação, se prepara, teve um período distante em função de problemas familiares e cabe a nós apoiar para que ele tenha um grande retorno", completou o executivo.

Marcelo Martelotte treinou, entre fevereiro de 2018 e março de 2019, o Taubaté, que disputa a Série A2 do Campeonato Paulista. O trabalho anterior foi, justamente, o próprio Santa Cruz, quando foi contratado para socorrer o time, quando já estava lutando para não ser rebaixado da Série B para a C, em 2017.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias