DECISIVOS

Setor de meio-campo vem sendo decisivo para os gols do Santa Cruz na Série C

Setor participou de forma efetiva de seis dos oito gols do Santa Cruz na Série C

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 15/09/2020 às 10:47
Notícia

BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Chiquinho tem se destacado no Santa Cruz - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

O Santa Cruz lidera o grupo A da Série C com 13 pontos conquistados em seis jogos - quatro vitórias, um empate e um vitória. E o desempenho do Tricolor está muito ligado a boa fase do meio-campo, seja na fase defensiva ou na hora da construção de jogadas ofensivas. Dos oito gols que a Cobra Coral marcou até aqui na terceira divisão, meias não estiveram presentes de forma efetiva - marcando ou dando assistências - em apenas duas oportunidades - embora tenham participado da construção do lance antes da assistência de Willian Alves e do pênalti sofrido por Victor Rangel.

Os números dos meio-campistas, inclusive, poderiam até ser melhores caso os atacantes aproveitassem um pouco mais as oportunidades. No entanto, os jogadores de ataque não vivem um bom momento e até aqui ainda não marcaram na competição.

PAULINHO

O volante Paulinho é o cara do Santa Cruz em 2020. O jogador é importante para o Tricolor tanto na hora de fazer a transição como também na construção ofensiva. Na Série C, inclusive, ele vem conseguindo ser mais presente na fase ofensiva. Mesmo sendo desfalque do Tricolor em alguns jogos da terceira divisão, o meio-campista participou de dois dos oito gols da Cobra Coral: um passe para Chiquinho contra o Imperatriz-MA e o outro ele marcou, diante do Treze-PB, com um chutaço de fora da área.

DIDIRA

O meio-campista Didira participou de três dos oito gols do Santa Cruz na competição. Ele deu duas assistências e marcou uma vez pela Cobra Coral. O primeiro passe para gol foi na vitória contra o Treze-PB: ele rolou para Chiquinho marcar e, naquele momento, empatar a partida. Em seguida, no triunfo diante do Botafogo-PB, marcou e deu uma assistência para Willian Alves. Além disso, Didira também cobrou o escanteio que originou o tento coral contra o Imperatriz-MA. Isso porque ele bateu, o zagueiro Willian Alves ajeitou e Denilson completou para o fundo das redes

CHIQUINHO

Assim como Didira, Chiquinho também participou de forma efetiva de três gols do Santa Cruz na Série C. Contra o Treze-PB, ele aproveitou o passe de Didira e marcou o gol de empate. Poucos minutos depois, deu um passe açucarado para Victor Rangel, que acabou sofrendo o pênalti convertido por Toty e que deu a vitória ao Tricolor. Na partida diante do Imperatriz-MA, Chiquinho aproveitou o passe de Paulinho e mandou para o fundo das redes. Já no último duelo, contra o Remo-PA, ele cobrou o escanteio e Elivelton mandou para o fundo das redes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias