Série C

Martelotte sobre postura do Santa Cruz na decisão contra o Brusque: "Não vejo necessidade de mudança"

Santa Cruz precisa vencer o Brusque, neste domingo, e "secar" outro jogo do quadrangular

Davi Saboya
Cadastrado por
Davi Saboya
Publicado em 16/01/2021 às 7:17
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Marcelo Martelotte se mostrou confiante no acesso do Santa Cruz - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Apesar da necessidade de uma combinação de resultados para conseguir o acesso, o técnico Marcelo Martelotte segue confiante no sucesso do Santa Cruz no fim desta temporada. Postura que, por sinal, sempre foi característica do treinador, ainda mais em véspera de decisão. Quesito esse também que o treinador revelou confiar no elenco coral. Em entrevista coletiva, nessa sexta-feira, na véspera da última rodada do quadrangular da Série C do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 18h, contra o líder e classificado Brusque, o comandante tricolor frisou que o time precisa manter o ímpeto do embate anterior, mesmo tendo saído derrotado por 2x1 para o Vila Nova, fora de casa.

“Na verdade, a gente teve uma mudança de postura depois da derrota do jogo contra o Vila Nova aqui no Arruda. O time mostrou uma maneira diferente de atuar, principalmente com relação ao entusiasmo, a vontade, a dedicação, muita raça. Tivemos alguns problemas no último jogo, foi uma partida muito pesada, com o campo pesado, um adversário forte também e que saiu numa vantagem no placar e nos dificultou bastante. Mas com relação a essa postura não vejo necessidade de mudança”, afirmou.

“A gente pode e está trabalhando algumas alternativas para poder, dentro do jogo, mudar algumas situações, dependendo das nossas necessidades, mas entendo que, tudo que a gente fez durante esse campeonato, principalmente nos melhores momentos, a gente tem que colocar em prática novamente, principalmente nesse último jogo, na hora de decisão que é que pode nos levar ao acesso”, completou.

LEIA MAIS

>Vice-presidente do Santa Cruz acredita que recursos das vendas de João Paulo e do CT de Beberibe darão melhora substancial ao clube

Após resultados positivos para a covid-19, Santa Cruz terá três desfalques contra o Brusque

De malas prontas para o Oriente Médio: equipe Sub-20 do Santa Cruz disputará amistosos em Dubai

Ainda segundo Martelotte, o psicológico dos jogadores do Santa Cruz será um ponto fundamental na decisão. Ele ressaltou que o embate por si só já motiva o jogador, no entanto, é necessário ter equilíbrio para não ser afobado ou precipitado no confronto. Se a Cobra Coral conseguir manter o perfil dos últimos jogos, o técnico enxerga como positivo.

“O time emocionalmente tem se comportado bem, tem reagido bem dentro dos jogos, a gente tem o entendimento do quanto é importante esse jogo, a decisão, a última oportunidade e o momento de se definir uma classificação. Então a motivação não precisa ser trabalhada em um jogo como esse”, comentou o comandante tricolor.

“É importante que a gente tenha equilíbrio, volto a falar, é um jogo de decisão e nesse momento o emocional tem uma importância grande, mas o nosso time é experiente, são jogadores que já passaram em outros momentos por esse tipo de situação, eu não vejo nenhum problema com relação a isso para esse momento de decisão”, acrescentou.

Além de vencer o Brusque, o Santa Cruz vai precisar torcer por um empate na outra partida entre Ituano x Vila Nova. Ou, então, uma vitória dos donos da casa por uma diferença de gols igual ou menor que o triunfo coral. Assim, o Tricolor do Arruda precisará de uma noite iluminada do ataque.

Comentários

Últimas notícias