APRESENTAÇÃO

Após mais de um mês sem jogar, novo goleiro do Santa Cruz garante estar pronto para estrear

"Me preparei para estar aqui", disse Martín Rodríguez em sua apresentação

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 02/03/2021 às 12:58
Notícia

Divulgação/Santa Cruz
Novo goleiro do Santa Cruz, Martín Rodríguez - FOTO: Divulgação/Santa Cruz
Leitura:

Principal candidato para assumir a titularidade na meta do Santa Cruz durante a temporada, o goleiro Martín Rodríguez se mostrou pronto para vestir a camisa Tricolor. Sem jogar uma partida oficial desde 20 de janeiro, quando entrou em campo pelo Operário-PR contra o Cruzeiro, o arqueiro vinha se preparando por conta própria há um mês e, mesmo tendo chegado recentemente ao Recife e realizado poucos treinamentos junto ao novo elenco, ele se disse preparado para estrear na partida contra o Central, nesta quarta-feira, às 16h, pelo Campeonato Pernambucano. Para isso, o atleta aguarda a regularização oficial no Boletim Informativo Diário da CBF(BID).

"Eu estou pronto, jogador de futebol sempre tem que tá pronto. Me preparei para estar aqui, para chegar aqui da melhor maneira e logicamente tenho que conhecer um pouco mais os meus companheiros, a comissão técnica, mas não é nada muito diferente de quando um jogador chega a um novo time. Espero que seja um ano bom para todo mundo aqui e os objetivos dos clube sejam feitos no final do ano", disse na entrevista coletiva de apresentação.

“Eu assisti os dois jogos do Santa Cruz. Primeiro jogo, comissão nova, acho que com passar do tempo vamos pegar mais a maneira de jogar do Brigatti, mas eu vi um time muito bom, muito fechado e gostei muito da característica do time", acrescentou.

Contratado como um goleiro experiente, Martín Rodríguez chega para reforçar um setor que conta apenas com garotos. É o caso de Jordan, de 23 anos, que foi titular nas duas primeiras partidas do Santa Cruz e do reserva imediato Filipe Silva, que tem a mesma idade do companheiro e foi contratado recentemente após passagem no Osasco-SP e Red Bull Brasil. Aos 31 anos, o uruguaio deve, então, acrescentar mais experiência na metal coral. "Venho aqui para somar e trabalhar muito, ajudar o time e depois o treinador quem vai decidir quem vai jogar, quem não vai jogar, mas eu vou fazer minha parte para cumprir meus objetivos e poder ajudar também os objetivos do clube para que possamos fazer a melhor campanha possível", afirmou.

O último clube de Martín Rodríguez foi o Operário, de Ponta Grossa, que disputou a Série B do Campeonato Brasileiro. O atleta, no entanto, atuou em apenas nove partidas pelo time paranaense, já na reta final da competição. Na entrevista de apresentação, ele explicou o que mais chamou atenção na hora de fechar o contrato com o Tricolor do Arruda.

“Primeiramente um clube muito importante aqui no Brasil, de camisa pesada, com objetivos muito grandes e essa foi uma das condições que eu queria como jogador, ficar em um clube com objetivo muito grande, de camisa muito pesada e de muita torcida por trás, então foi uma das coisas que ajudou muito para chegar aqui. Além disso, minha família gosta muito de morar aqui no Nordeste, então juntou tudo e acho que foi a melhor decisão que podia tomar”, detalhou.

Essa será a segunda passagem do atleta pelo Nordeste, já que entre 2019 e o início de 2020, Martín atuou pelo Vitória-BA, adversário que derrotou o Santa Cruz na estreia da Copa do Nordeste. O torneio regional, inclusive, foi alvo de elogios por parte do arqueiro. "Acho que a Copa do Nordeste é muito boa, o ano passado eu joguei pelo Vitória e é um campeonato muito importante aqui no Nordeste. Para o Santa é um bom campeonato que também tem que lutar pela taça. Não tem muita diferença para outros campeonatos aqui no Brasil, acho que é muito importante como um todo, mas jogando pelo Santa Cruz, temos sempre que lutar pela taça", finalizou.

Comentários

Últimas notícias