Leão

Por orientação da CBMA, CBF proíbe Sport de registrar jogadores

O caso em questão está correndo em sigilo na CBMA e também não foi revelado pela CBF

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 22/05/2020 às 15:59
Notícia
ANDERSON STEVENS/SPORT
Leão contratou dois jogadores durante a paralisação: o lateral-direito Patric e o atacante Ronaldo - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vetou o Sport de regularizar jogadores. O bloqueio aconteceu por orientação do Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA). A informação foi confirmada pelo Jornal do Commercio e Blog do Torcedor em contato com as assessorias de comunicação da entidade máxima do futebol no Brasil e do órgão julgador, que tem atuação independente. O caso corre em sigilo e nenhum detalhe do processo foi revelado. É importante destacar que o bloqueio não tem nenhuma ligação com o processo na Fifa envolvendo o Leão e o Sporting, de Portugal, em torno da negociação do atacante André em 2017.

LEIA MAIS

Sport vai precisar acertar pendências com Luan após a pandemia

Sem atividades no Sport, Sander revela rotina de treino e relatório pessoal de exercícios

Capitão do Sport, Sander enaltece metodologia do técnico Daniel Paulista

Procurado pela reportagem, o vice-presidente Carlos Frederico frisou que o Sport ainda não foi notificado da decisão da CBF. Porém, ele salientou que acredita que a decisão deve ter sido tomada por algum atrasado no pagamento das parcelas do acordo feito na CBMA em relação a dívida do ex-jogador rubro-negro Mark González. Segundo o dirigente, a mesma situação aconteceu antes da paralisação no futebol provocada pela pandemia do novo coronavírus.

"Ainda não fomos notificados, não tenho como afirmar de certeza. Deve ser o caso do Mark Gonzalez, por causa de algum atraso no pagamento das parcelas do acordo. Digo isso porque foi o que aconteceu pouco antes da pandemia, eles (CBMA) voltaram com a sanção até que a gente pagou. Não sou eu que ordeno as despesas do clube, porém, imagino que seja isso. Se antes já era difícil, agora com poucas receitas ainda mais", afirmou o vice-presidente.

Entenda

No começo desta temporada, o Sport sofreu a mesma punição, no entanto, imposta pela Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), que é ligada a CBF, e passou um mês sem regularizar os atletas. Na época, o bloqueio aconteceu por causa da dívida de R$ 650 mil com o meia chileno Mark González. Para reverter a sanção, o Leão recorreu ao CBMA e selou um acordo: 30% de entrada e o restante dividido em seis parcelas. Tratativas confirmadas na ocasião pelo vice-presidente Carlos Frederico.

Vale lembrar que o Sport acumula uma série de dívidas neste ano. Além dos compromissos atrasados atualmente com funcionários e jogadores (em torno de dois meses), o clube rubro-negro pode sofrer a qualquer momento uma nova sanção imposta pela Fifa no processo importo pelo Sporting no caso André. Isso porque o time pernambucano já foi condenado a pagar 907.500 euros (aproximadamente R$ 6 milhões) e ultrapassou o prazo para quitar o débito. Sem contar no enorme passivo que chega perto de R$ 200 milhões. Segundo revelado pelo próprio clube, só na CNRD o Leão responde processos que juntos giram se aproximam de R$ 13 milhões.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias