TRÉPLICA

Sport: Romero Albuquerque rebate Koury e nega que áudios sobre Gil do Vigor tenham sido tirados de contexto

Flávio Koury afirmou que o conteúdo havia sido tirado de contexto por Romero ao enviá-los para a imprensa

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 14/05/2021 às 21:35
Notícia
ALEPE
O deputado Romero Albuquerque (PP) também é conselheiro do Sport. - FOTO: ALEPE
Leitura:

Áudios do conselheiro do Sport, Flávio Koury, advogado, fazendo comentários com teor preconceituoso sobre o economista pernambucano e ex-BBB Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, repercutiram de forma ampla na internet e na imprensa durante esta sexta-feira (13). Os áudios foram publicados em primeira-mão pelo Blog de Jamildo, que recebeu o material enviado como denúncia pelo deputado Romero Albuquerque (PP), que também é conselheiro do Leão. Após o caso ganhar grandes proporções, Koury afirmou que o conteúdo havia sido tirado de contexto por Romero ao enviá-los para a imprensa. O deputado, por sua vez, rebateu dizendo que enviou o conteúdo na íntegra. 

>> ‘Dancinha’ de Gil do Vigor no Sport Recife gera polêmica no conselho do clube

Romero Albuquerque solicitou à reportagem do JC e Blog do Torcedor um direito de resposta, ao ter sido acusado por Koury de distorcer o contexto em que as mensagens foram trocadas. 

"Ele dá a entender que o áudio é montado, que ficou fora de contexto. Eu mandei todas as mensagens do grupo, inclusive encaminhei todos os áudios, não tem nada alterado, nada editado. Agora ele coloca dizendo que era mentira, que era uma brincadeira e dizendo que o áudio estava fora de contexto, ou seja, demonstrando nitidamente o que ele é, um dissimulado e um frouxo. Depois que as pessoas estão atingindo ele, ele está demonstrando o que ele é de fato", defendeu Albuquerque. 

De acordo com Romero, o grupo onde os áudios foram enviados originalmente não é o oficial do Conselho Deliberativo do Sport. Na verdade, é um que tem os pré-conselheiros da chapa Sport de Primeira que, quando Milton Bivar foi reeleito presidente do Leão, quase todos passaram a ser conselheiros. O grupo permaneceu. 

Os conselheiros conversavam sobre a visita de Gil do Vigor e a repercussão no marketing do clube e o posicionamento de Koury sobre o assunto era sempre "do conta". "90% das pessoas se sentiram incomodadas com o posicionamento dele", afirmou o deputado. "Desde ontem (quinta-feira, 13), a gente estava falando sobre Gil, sobre o marketing importante que ele trouxe para o clube e o ganho de seguidores e ele (Flávio Koury) sempre sendo contra. Hoje ele passou dos limites", narrou. 

Romero reforçou novamente que não alterou ou modificou nada do que enviou à imprensa. "Ele chegou em um momento e falou assim para mim 'você está querendo botar palavra na minha boca'. Só que eu transcrevi o áudio que ele mandou e falei 'como é que eu estou botando palavra na sua boca? Isso aqui é o que você falou", acrescentou o deputado. Ainda segundo Romero Albuquerque, o conselheiro Flávio Koury teria se irritado, dito que todo conselheiro era "viado" e se retirado do grupo. 

Flávio Koury disse, em entrevista ao JC e Blog do Torcedor, que entrará com uma ação civil de reparação de danos contra o colega de Conselho Deliberativo. "A única pessoa que feriu o código penal foi ele. Eu não tenho medo absolutamente nenhum. Quando alguém bate nele, ele se sente machucado, não é? E o instrumento que ele tem é, obviamente o jurídico. Só que a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) mesmo vai entrar com protesto contra ele. Eu mandei uma ficha para a OAB, para que a Ordem se posicione em relação a conduta que ele teve porque ele é advogado e tem que seguir o código de ética da OAB", completou Romero. 

Comentários

Últimas notícias