ÁUDIOS

Vice-presidente do Sport publica nota em apoio a Gil do Vigor

A torcida cobra também posicionamento oficial do clube e pede expulsão de conselheiro que fez comentários preconceituosos sobre Gil do Vigor

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 14/05/2021 às 17:00
Notícia
Filipe Farias/Editoria de Esportes
Carlos Frederico publicou nota pessoal em apoio a Gil do Vigor. - FOTO: Filipe Farias/Editoria de Esportes
Leitura:

Depois que áudios associados ao conselheiro do Sport, Flávio Koury, disparando comentários preconceituosos direcionados ao ex-BBB e torcedor rubro-negro Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, começaram a circular nas redes sociais, a torcida do Leão se revoltou. Muitos torcedores pedem a expulsão de Koury do Conselho Deliberativo e um posicionamento oficial do clube.

 Até a última atualização deste texto, o Sport não se manifestou oficialmente sobre o caso, mas, por meio de nota, o vice-presidente executivo Carlos Frederico se posicionou em apoio a Gil do Vigor.

"O Sport Club do Recife é de todos. A falta de empatia e o preconceito estão levando nosso país ao caos. Estamos lascados! Gil do Vigor é e será sempre um legítimo representante das cores do Sport. Um clube plural, do povo. A maior torcida do Norte/Nordeste. Não segregamos quem ama o Sport. Amamos quem ama o Sport. O amor que une nossa torcida ao clube é incondicional. Obrigado Gil, por levar o nome do Sport pra todo o mundo. Pelo Sport Tudo!!!", escreveu Carlos Frederico.

Eduardo Carvalho, candidato à presidência do Sport nas eleições para o biênio 2021/2022, que terminou com vitória da chapa de Milton Bivar e Carlos Frederico, também se manifestou sobre o caso. Ele enviou à reportagem, espontaneamente, o seu posicionamento também por meio de nota.

"O Movimento Uma Razão Para Viver condena, com veemência, todo e qualquer tipo de preconceito. Urge que o Sport Club do Recife adote as medidas mais contundente, de forma a combater qualquer tipo de fobia e preconceito, punindo de forma exemplar todos aqueles que pratiquem atos atentatórios à dignidade do próximo", disse.

 

Comentários

Últimas notícias