Patrocinada

Escola de Saúde e Ciências da Vida da Unicap ressalta importância do ensino prático

Universidade Católica reforça necessidade da formação experiencial para excelência da aprendizagem. Formação humanística e coletiva também são alicerces

JC360
JC360
Publicado em 09/08/2021 às 8:10
Patrocinada
FOTOS: JAILTON JR./JC360
Diretor da Escola de Saúde e Ciências da Vida, Vital Cunha defende ensino integrado para uma melhor formação - FOTO: FOTOS: JAILTON JR./JC360
Leitura:

Iniciar uma graduação que proporcione uma vivência prática desde o primeiro contato com o curso é essencial para quem procura se identificar com a futura área de atuação. Esse aspecto, além de ajudar o estudante a se encontrar profissionalmente, facilita também seu ingresso no mercado por desenvolver precocemente habilidades específicas da profissão. Foi assim que o estudante da Escola de Saúde e Ciências da Vida da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) Renan Pellegrino, 27 anos, achou sua vocação.

Inicialmente, Renan apostou em Engenharia Mecânica em uma universidade no Rio de Janeiro, onde morava. Na metade do curso, ele decidiu mudar de área e procurou uma instituição de ensino que pudesse proporcionar experiências reais na profissão. Encontrou essa proposta na Unicap, onde cursa o 12º período de Medicina.

Leia também:

>> Unicap evidencia importância da saúde coletiva com Escola de Saúde e Ciências da Vida

>> Unicap se consolida na formação de médicos em Pernambuco

>> Unicap inova graduações com Escola de Educação e Humanidades

"Desde o início, temos aulas práticas em laboratórios equipados com instrumentos, peças anatômicas, bonecos de simulação, etc. Fazemos visitas também à Santa Casa de Misericórdia e ao Hospital Maria Lucinda, que são nossos hospitais-escola. Essa metodologia de ensino que concilia teoria e prática teve impacto importante na fixação dos conteúdos que são passados nas aulas".

JAILTON JR./JC360
Na reta final do curso de Medicina, Renan Pellegrino afirma que o ensino prático fez a diferença em sua formação - JAILTON JR./JC360

Estruturada recentemente, a Escola de Saúde e Ciências da Vida tem o propósito de integrar ainda mais os cursos de saúde da Unicap. Na prática, isso permite maior comunicação entre as graduações, pós, pesquisa e extensão. "Daremos aos estudantes mais possibilidade de conviverem entre os cursos e níveis de ensino. Isso trará novas experiências em ações de extensão e de pesquisa também. Assim, a formação será mais ampla e diversificada", ressalta o diretor Vital Cunha.

Atualmente, a Escola de Saúde e Ciências da Vida oferta os cursos de graduação em Ciências Biológicas (bacharelado); Enfermagem; Farmácia; Fisioterapia; Fonoaudiologia; Medicina; Nutrição e Psicologia. Também oferecemos cursos de especialização, MBAs (Master in Business Administration) e pós-graduação (stricto sensu) em Psicologia.

Coletivismo

Além da vivência prática, a formação humanística e o incentivo ao trabalho coletivo também são os diferenciais da Unicap. "A relação humanística está presente nas ações de todos os nossos cursos. Podemos destacar também a saúde coletiva. Estimulamos isso através de um olhar voltado mais para o trabalho em conjunto com os demais profissionais da saúde", ressalta Vital.

Leia também:

>> Graduações da Escola Unicap Icam-Tech se transformam com olhar para o futuro

>> Unicap Icam-Tech aposta em 'aprender fazendo' e parcerias com mercado

>> Atenta à inovação, Unicap se aprimora com reestruturação administrativa

Essa perspectiva foi sentida pelo estudante Guilherme Monteiro, 20 anos. Prestes a iniciar o 2º período de Nutrição na Unicap, ele acredita que o caráter humanista associado ao trabalho multidisciplinar o ajudará a entender melhor as necessidades dos pacientes no futuro.

"Para quem olha de fora, o médico é apenas um profissional que proporciona a promoção da saúde. Mas, por trás, existe uma equipe multidisciplinar de enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas, que trabalham em conjunto para que o paciente tenha uma recuperação total", salienta Guilherme.

O futuro nutricionista também destaca a eficácia da escola atuar de forma integrada nas graduações. "Nesse sentido, ter uma escola em que todos os cursos trabalhem em conjunto, desde o início da graduação, facilitará muito a atuação desse profissional, quando ele estiver atuando, porque vai auxiliar a integração da equipe na elaboração de estratégias clínicas mais eficazes, por exemplo", resume.

Comentários

Últimas notícias