INVESTIGAÇÃO

Homem preso na Alemanha é novo suspeito no caso Madeleine McCann

A menina britânica desapareceu em Portugal, onde passava férias com a família, no dia 3 de maio de 2007, quando tinha 3 anos

AFP
Cadastrado por
AFP
Publicado em 03/06/2020 às 21:28 | Atualizado em 03/06/2020 às 21:28
HANDOUT / METROPOLITAN POLICE / AFP
Madeleine McCann desapareceu de seu quarto em 3 de maio de 2007, em um bloco de apartamentos na costa da Praia da Luz, no sul de Portugal, onde passava as férias com a família - FOTO: HANDOUT / METROPOLITAN POLICE / AFP
Leitura:

A polícia alemã anunciou nesta quarta-feira (3) que investiga um novo suspeito no desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann em Portugal, em 2007. Trata-se de um caso que chocou a opinião pública europeia.

"Em conexão com o desaparecimento da menina britânica de 3 anos Madeleine Beth McCann, a promotora de Brunswick está investigando um cidadão alemão de 43 anos suspeito de assassinato", informou a polícia federal em comunicado.

O suspeito é um criminoso sexual que já foi condenado em várias casos, em particular por ter abusado sexualmente de menores. Atualmente, ele cumpre uma longa sentença "por outro assunto", disse a polícia.

Ao longo de 13 anos, o caso da pequena Madeleine deu muitas voltas e causou grande decepção. Centenas de pessoas foram interrogadas, tanto pela polícia portuguesa quanto pela Scotland Yard.

O desaparecimento de Madeleine McCann

Em 2007, Madeleine McCann desapareceu do seu quarto no dia 3 de maio, alguns dias após o seu aniversário, em um prédio na costa da Praia da Luz, no sul de Portugal, onde passava férias com a família. Os próprios pais da menina, Gerry e Kate McCann, foram presos e, posteriormente, libertados, durante uma complexa investigação, que terminou com a demissão do inspetor-chefe português encarregado do caso.

 

DOMINIC LIPINSKI / POOL / AFP
Kate e Gerry McCann, os pais de Madeleine - DOMINIC LIPINSKI / POOL / AFP

Depois de encerrado, em 2008, a polícia portuguesa reabriu o caso cinco anos depois, sem sucesso.

Investigadores alemães descobriram que o suspeito morou no Algarve entre 1995 e 2007 e que, além de trabalhar na região, havia cometido vários crimes, como roubos a hotéis e apartamentos.

DOMINIC LIPINSKI / POOL / AFP
Kate e Gerry McCann, os pais de Madeleine - FOTO:DOMINIC LIPINSKI / POOL / AFP

Comentários

Últimas notícias