fenômeno natural

Vulcão em La Palma: Uma semana após início da erupção, Espanha fecha aeroporto por conta das cinzas do Cumbre Vieja; veja notícias

Confira linha do tempo das consequências da erupção que chamou a atenção do mundo, sobretudo dos brasileiros, que temeram pela possibilidade (mínima) de um tsunami atingir a costa do Nordeste

Elton Ponce
Elton Ponce
Publicado em 25/09/2021 às 8:40
Notícia
REPRODUÇÃO/ YOUTUBE
O vulcão entrou em erupção em março e está em atividade desde então - FOTO: REPRODUÇÃO/ YOUTUBE
Leitura:

Uma semana após as primeiras lavas saltarem da boca do vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma, as consequências do fenômeno natural já são grandes, e não têm data para acabar. Neste sábado (25), a Espanha resolveu fechar o aeroporto de La Palma por conta do acúmulo de cinzar oriundas do vulcão. O aeroporto está "inoperante devido ao acúmulo de cinzas", informou a AENA (Aeroportos Espanhóis e Navegação Aérea), que também administra o Aeroporto dos Guararapes, no Recife, e vários outros no Brasil.

“As tarefas de limpeza já começaram, mas a situação pode mudar a qualquer momento”, acrescentou a empresa, esclarecendo que “o restante dos aeroportos” das Ilhas Canárias, famoso destino turístico espanhol, “estão operacionais”.

Os primeiros voos para La Palma foram cancelados já na sexta-feira (24). Por conta disso, a visita da ministra da Saúde, Carolina Darias, foi cancelada devido a suspensão de várias conexões aéreas "e à impossibilidade de viabilizar outras soluções por mar", segundo nota do ministério, emitida neste sábado.

JOSE MARIA MONTESDEOCA / AFP
A fumaça da lava sobe resfriada após a erupção do vulcão - JOSE MARIA MONTESDEOCA / AFP

Veja linha do tempo da erupção do Vulcão Cumbre Vieja

Domingo, 19 de setembro

O complexo vulcânico de Cumbre Vieja, na ilha de La Palma,  Ilhas Canárias, entrou em erupção no dia 19. A atividade do vulcão gerou preocupação nos brasileiros, já que um estudo apontou que, em caso erupção explosiva, ele poderia gerar uma tsunami na Região Nordeste do País. O alerta de risco vulcânico foi acionado nesse sábado pelas autoridades espanholas.

Segunda, 20 de setembro

Na segunda, já havia registros de transtornos. "São muitas as casas destruídas. Não há um número estabelecido ainda", informou um porta-voz do governo regional das Canárias à AFP. Já em entrevista à televisão pública, o prefeito de uma das localidades afetadas afirmou que, pelo menos, 20 casas foram destruídas.

Reprodução/Instagram
Mais da metade das casas da região já teriam sido afetadas pela movimentação da lava do vulcão - Reprodução/Instagram

Terça, 21 de setembro

Na terça, a erupção vulcânica registrou novos abalos sísmicos e o surgimento de outra boca eruptiva na cidade de Tacande, em El Paso, o que obrigou a novas evacuações da população. Segundo as autoridades, mais de seis mil moradores já foram retirados das áreas expostas à erupção do vulcão Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias.

Quarta, 22 de setembro

Na quarta, as colunas de lava engoliram tudo o que encontram pela frente durante a descida para a costa da ilha, como residências, árvores e estradas. Estimou-se que 185 construções, das quais 63 seriam casas, já tenham sido destruídas pelo fenômeno.

DESIREE MARTIN / AFP
A lava surge após a erupção de um vulcão no parque nacional Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias de La Palma, em 21 de setembro de 2021 - DESIREE MARTIN / AFP

Quinta, 23 de setembro

A lava devastou tudo em seu caminho para a costa da ilha no arquipélago espanhol das Ilhas Canárias, embora a um ritmo mais lento do que o esperado, em torno de 120 metros por hora. Desde a erupção do vulcão a lava já varreu 180 casas, de acordo com o sistema europeu de monitoramento de emergência baseado no espaço Copérnico.

Um astronauta francês conseguiu registrar a erupção do vulcão de Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias, na Espanha, do espaço. Thomas Pesquet está em missão pela agência europeia na ISS (Estação Espacial Internacional) e compartilhou a fotografia nessa quarta-feira (22), em seu perfil no Twitter.

Divulgação/Corpo de Bombeiros
Animais são resgatados em área atingida por vulcão nas Ilhas Canárias, Espanha. - Divulgação/Corpo de Bombeiros

Sexta, 24 de setembro 

Em Todoque, localidade pertencente ao município de Los Llanos de Aridane, uma igreja não foi afetada, pelo menos até o momento. Atendendo ao apelo dos moradores que tiveram que deixar suas casas, os bombeiros conseguiram redirecionar parte da lava .

A ação durou horas e envolveu diversos maquinários. A lava foi desviada para um barranco. 

Bombeiro explica ação:

Comentários

Últimas notícias