covid-19

Coronavírus: mercados públicos e feiras livres municipais têm horário reduzido no Recife

A partir desta sexta-feira (20) o horário de funcionamento será das 8h às 15h.

JC
JC
Publicado em 20/03/2020 às 16:32
Notícia
MONA LISA DOURADO / JC
Devido coronavírus, Feirinha de Boa Viagem fecha às 15h nesta sexta (20). - FOTO: MONA LISA DOURADO / JC
Leitura:

Seguindo medidas anunciadas pelo Comitê da Prefeitura do Recife de combate ao novo coronavírus, a Companhia de Serviços Urbanos (Csurb) do Recife anunciou que o horário de funcionamento dos Mercados e Feiras Públicas Municipais será reduzido. A partir desta sexta-feira (20) o horário de funcionamento será das 8h às 15h. 

>> Ciclofaixa de Turismo e Lazer no Recife é suspensa devido ao coronavírus

>> Apesar do Coronavírus, população continua socializando normalmente nas periferias do Grande Recife

>> São Paulo registra mais uma morte por novo coronavírus

A medida visa diminuir a aglomeração de pessoas para evitar a propagação do novo coronavírus. Também foi anunciado que os permissionários terão um prazo de 90 dias de suspensão do pagamento de suas permissões. Uma medida que visa dar mais tranquilidade aos trabalhadores nesse momento de crise.

“Neste momento, é imperativo que as pessoas fiquem em casa. Mas, sabemos que existe a necessidade de comprar comida e alguns insumos para uso doméstico. Portanto, os mercados permanecerão abertos, mas, em horário reduzido, para diminuir as chances de exposição ao Covid-19.”, explicou Berenice de Andrade Lima, presidente da Csurb. 

Comércios fechados 

Nessa quinta-feira (19), o governador do Estado, Paulo Câmara, decretou que shoppings, salões de beleza e correlatos, clubes sociais, bares, restaurantes, lanchonetes e comércio de praia devem fechar a partir do próximo sábado (21). Nesta sexta (20), o decreto foi endurecido. Todo o comércio, serviços e construção civil também fecharão, porém a partir do próximo domingo (22). Apenas supermercados, padarias, mercadinhos, farmácias, postos de gasolina, casas de ração animal, depósitos de água mineral e gás ficam abertos. 

A Associação Pernambucana de Supermercados (Apes) tranquiliza o consumidor. "Não há riscos de desabastecimento. Não há falta de produtos e os estoques estão totalmente normais. Não há necessidade de corridas para as lojas e nem estocamento de mercadorias", afirma Silvana Buarque, superintendente da Apes. 

>> Governo de Pernambuco vai fechar shoppings, bares, restaurantes e comércio de praia por conta do coronavírus

>> Coronavírus: Pernambuco vai fechar todo o comércio, serviços e construção civil a partir do próximo domingo (22)

>> Veja o drama de comerciantes e microempreendedores de um Recife deserto por causa do coronavírus

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

Comentários

Últimas notícias