coronavírus

Por conta do coronavírus, Paulo Câmara pede para pernambucanos não viajarem no feriadão da Semana Santa

A declaração foi dada nesta quinta-feira (9), véspera de feriado da Semana Santa

Maria Lígia Barros
Maria Lígia Barros
Publicado em 09/04/2020 às 12:15
Notícia
Paulo Câmara
O governador Paulo Câmara (PSB) - FOTO: Paulo Câmara
Leitura:

O governador Paulo Câmara (PSB) endereçou aos pernambucanos o pedido de que não viajem no fim de semana de Páscoa. A declaração foi dada nesta quinta-feira (9), véspera de feriado. O motivo é o avanço do novo coronavírus no Estado, onde a letalidade da covid-19 chegou a 10,1%.  "O maior ato de responsabilidade que pode ser feito neste momento é permanecer em casa. Use a tecnologia para falar com parentes, com amigos, com todos aqueles que vocês queiram. Mas não vamos diminuir o isolamento social. Espero contar com a compreensão de todos", afirmou.

O governador citou o agravamento da doença no Estado. Na manhã desta quinta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou mais 154 casos do vírus e um acúmulo de 555 pessoas contaminadas. "Saímos de 106 casos confirmados no último dia 2 para 555 no dia de hoje. Ou seja, multiplicamos por cinco o número total de infectados em Pernambuco", pontuou Paulo Câmara. 

O último boletim ainda contabiliza mais 10 mortes em decorrência da covid-19 entre os dias 5 e 7 deste mês. As vítimas foram 4 mulheres e 6 homens com idades entre 49 e 93 anos. Até o momento foram registrados 56 óbitos pela doença. "Há uma semana havia 9", lembrou o chefe do Executivo.  

No pronunciamento gravado em vídeo, o governador ainda agradeceu os pernambucanos que "estão colaborando com o isolamento social" e reforçou aos demais que fiquem em casa. Apesar da orientação, o Governo do Estado não está impondo nenhum bloqueio em rodovias estaduais e nem determinou a colocação de barreiras sanitárias. A decisão fica a cargo das prefeituras. Gravatá, no Agreste, por exemplo, implantou barreiras sanitárias educativas em pontos do município para funcionarem durante a Semana Santa. Na operação, os veículos são parados, higienizados, e quem está à bordo passa por avaliação de saúde e recebe orientações sobre cuidado pessoal.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Pernambuco, também não está previsto nenhum fechamento em rodovias federais.

» Coronavírus: Caixa permite suspensão do pagamento da casa própria por três meses

» Pernambuco tem recorde diário de mortes por coronavírus, e letalidade chega a 11,5%

» Defensoria recomenda redução de mensalidade escolar durante pandemia do coronavírus em Pernambuco

» Mais de 2,5 milhões de informais receberam auxílio de R$ 600; no Recife, fila nos bancos para transferir o dinheiro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez o mesmo pedido que Paulo Câmara. Ele disse que não haveria restrição na circulação de pessoas nas rodovias, mas recomendou que não se viajasse na Páscoa, especialmente para o litoral. As praias estão bloqueadas.

Leia a íntegra do pronunciamento do governador Paulo Câmara

"Amigos e amigas, na última semana vimos no nosso País e no nosso Estado o número de casos confirmados na covid-19 aumentar de maneira significativa. Com os dados desta quinta-feira, dias 9, saímos de 106 casos confirmados no último dia 2, para 555 no dia de hoje. Ou seja, multiplicamos por 5 o número de infectados em Pernambuco.

Comportamento ainda mais acentuado em relação ao número de mortes. Há uma semana havia 9 óbitos confirmados. E hoje, infelizmente, são 56. Por isso eu me dirijo aos pernambucanos e pernambucanas fazendo um pedido. Não viajem neste fim de semana, neste feriado de Páscoa. O maior ato de responsabilidade que pode ser feito neste momento é permanecer em casa.

Use a tecnologia para falar com parentes, com amigos, com todos aqueles que vocês queiram. Mas não vamos diminuir o isolamento social. Espero contar com a compreensão de todos nesse momento. Agradeço aqueles que estão colaborando com o isolamento social, e apelo aos demais: fiquem em casa. Muito obrigado."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias