REPERCUSSÃO

Confira reação de parlamentares de Pernambuco à demissão do ministro Sergio Moro

Ministro anunciou sua demissão por meio de coletiva de imprensa nesta sexta-feira (24)

Katarina Moraes Cássio Oliveira
Katarina Moraes
Cássio Oliveira
Publicado em 24/04/2020 às 11:44
Notícia
AGÊNCIA BRASIL
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro - FOTO: AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

O então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, anunciou sua demissão por meio de coletiva de imprensa nesta sexta-feira (24). O pedido foi feito após seu braço-direito, o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Leite Valeixo, ser exonerado, conforme publicação no Diário Oficial da União, em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo próprio ministro, apesar que do mesmo ter afirmado que não foi consultado sobre a decisão.

A mudança na pasta, que ainda não tem um novo sucessor, causou reações diversas nos parlamentares pernambucanos, entre senadores, deputados e prefeituráveis.

O senador Humberto Costa (PT) afirma que Moro ganhou o cargo de ministro por ter ajudado na eleição de Bolsonaro e cobra explicações ao ex-ministro.

O deputado federal e prefeiturável João Campos (PSB) defende que Sergio Moro possui grande peso político no governo Bolsonaro, e questiona: "Guedes seria o próximo?"

A deputada federal e prefeiturável Marília Arraes (PT) acusa Bolsonaro de "brincar de gato e rato" com Moro.

O deputado federal Túlio Gadelha (PDT) acusa Moro de ter pedido demissão para "se lançar na política".

O deputado federal Carlos Veras (PT) expõe que, em sua visão, a saída de Moro "não muda nada".

Já o deputado federal Mendonça Filho (DEM), manifesta solidariedade ao ex-ministro e o elogia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias