decisão

Pernambuco prorroga decreto de medidas restritivas por coronavírus; veja o que segue fechado

O fechamento do comércio e serviços continua até 15 de maio, e o das escolas e universidades públicas e privadas até o fim do mês

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 30/04/2020 às 12:52
Notícia
Divulgação/Governo do Estado
O governador Paulo Câmara (PSB) e o secretário estadual da Saúde, André Longo, estão com a covid-19 - FOTO: Divulgação/Governo do Estado
Leitura:

Após ter prorrogado o decreto de isolamento social em Pernambuco, com o fechamento do comércio e das atividades classificadas como não essenciais e a proibição de acesso à praia a parques públicos até o final de abril, o Governo de Pernambuco renovou as medidas restritivas, por causa do avanço do novo coronavírus, com novo decreto de isolamento social publicado nesta quinta-feira (30).

O Decreto Nº 48.973 mantém a suspensão das atividades econômicas, prorroga o reinício das aulas nas escolas, universidades e demais estabelecimentos de ensino, público e privado, em todo o Estado de Pernambuco. Ainda, o Governo de Pernambuco prolonga até o dia 10 de maio a quarentena no Arquipélago de Fernando de Noronha.

O fechamento do comércio e serviços continua até 15 de maio. Já a suspensão das aulas nas escolas, universidades e demais estabelecimentos de ensino, público ou privado, em todo o Estado de Pernambuco permanece em vigor até 31 de maio de 2020. Já o acesso e a prática de atividades nos parques e praias e nos calçadões das avenidas situadas nas faixas de beira-mar e beira-rio permanecem proibidos até o dia 15 de maio.  

No documento, também, o Governo modifica o Decreto nº 48.809, de 14 de março de 2020, e passa a permitir o funcionamento das lojas de material de informática, por meio de entrega em domicílio ou como ponto de coleta. Os serviços de assistência técnica de eletrodomésticos e equipamentos de informática também estão liberados.

As atividades consideradas essenciais permanecem funcionando, dentro dos limites previstos nos decretos. Estão enquadrados nessa categoria, alguns setores, principalmente supermercados, padarias, mercados, lojas de conveniência, feiras livres, lojas de defensivos e insumos agrícolas, farmácias e estabelecimentos de produtos médico-hospitalares, postos de gasolina, bancos e serviços financeiros, inclusive lotéricas, casas de ração animal e depósitos de gás, entre outros.

“Nosso governo tem compromisso com as pessoas. É o que se espera de um governo: humanidade, respeito, coragem para fazer o que precisa ser feito. Toda ação tem consequências. O isolamento social, por mais um tempo, também traz perdas. Mas diminui as perdas irrecuperáveis, que são as vidas humanas”, enfatizou o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Situação de Pernambuco

As medidas foram tomadas para tentar frear a proliferação da covid-19 em Pernambuco, que é o quarto estado com maior quantidade de casos do País, e já tem praticamente todos os leitos de UTIs disponíveis na saúde pública em utilização. Pela alta demanda, o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) divulgou uma recomendação com definição de critérios de prioridade de internação dos pacientes infectados com coronavírus em unidade de terapia intensiva (UTI), na falta de leitos para atender a demanda terapêutica. 

Diante dos números e para dar assistência adequada aos doentes, Pernambuco corre para abrir novos leitos exclusivos voltados a casos confirmados e suspeitos da doença. A missão do Estado é evitar ser engolido pelo apogeu do novo coronavírus, previsto para a primeira quinzena de maio. "Não há número infinito de leitos", destacou o médico infectologista Demetrius, que também reforçou a necessidade de as pessoas não relaxarem diante das medidas de isolamento social. Na última segunda-feira (27), André Longo, também ressaltou que os primeiros 15 dias do próximo mês tendem a ser duros. "A curva de casos (em Pernambuco) deverá chegar ao pico em maio", disse o secretário. 

Secretário de Saúde do Recife se posiciona contra afrouxamento de medidas restritivas

O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, afirmou, durante a coletiva de imprensa transmitida ao vivo do Palácio do Campo das Princesas, na tarde dessa quarta-feira (29), que não está na hora de discutir o relaxamento de medidas de isolamento e distanciamento social. A declaração foi durante a apresentação e detalhamento do boletim diário da covid-19 em Pernambuco. Juntamente com o secretário estadual de Saúde, André Longo, Correia reforçou que, no Recife e em Pernambuco, a ciência norteará as tomadas de decisão.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias