Coronavírus

'Temos que comparar segunda com segunda', diz secretário de Defesa Social sobre redução no índice de isolamento social

Nessa segunda, o índice de isolamento caiu em relação ao domingo (17), quando os cinco municípios registraram número superior a 60%, ficando na faixa dos 50%

JC
JC
Publicado em 19/05/2020 às 12:33
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Segundo dia útil de lockdown em Olinda, no Grande Recife - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

O secretário de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE), Antônio de Pádua, atribuiu a redução no isolamento social nessa segunda-feira (18), primeiro dia útil de medidas restritivas mais severas em cinco cidades do Grande Recife, ao retorno das pessoas ao trabalho. Em entrevista à TV Jornal, Pádua também disse que os dados têm que ser analisados dia a dia. "Temos que comparar segunda com segunda. Não dá para comparar com domingo, quando já há redução natural da circulação de pessoas", comentou. Nessa segunda, o índice de isolamento caiu em relação ao domingo (17), quando os cinco municípios registraram número superior a 60%, ficando na faixa dos 50%.

Os dados são divulgados no Painel Índice de Isolamento Social do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), feito em parceria com a empresa de tecnologia In Loco. O decreto do governador Paulo Câmara começou a valer no último sábado (16), com pontos de bloqueio e fiscalização, rodízio de veículos, obrigatoriedade do uso de máscaras.

No terceiro dia de restrição, nessa segunda, Recife registrou 55,5% de isolamento. Olinda ficou em 55,4%, enquanto Camaragibe, São Lourenço da Mata e Jaboatão dos Guararapes tiveram 52,5%, 51,8%, 52,2% respectivamente. De acordo com as autoridades de saúde, a taxa ideal de adesão é de 70%, ou seja, nenhuma das cidades alcançou a meta.

"O indicador de isolamento aumentou no fim de semana. Na semana, houve aumento porque algumas pessoas foram trabalhar. Mas deixamos o reforço que só saiam de casa se precisarem. A polícia está fiscalizando para que as pessoas fiquem em casa. Estamos ampliando de acordo com a dinâmica que estamos encontrando", relatou o secretário.

Dos municípios cobertos pelo Decreto Estadual nº 49.017/2020, assinado no início da semana e com validade até o dia 31 de maio, apenas Recife, Olinda e Camaragibe constaram entre as cinco cidades mais reclusas nessa segunda. A Ilha de Itamaracá e Paulista ganharam o 3º e 5º lugar, respectivamente, desbancando Jaboatão dos Guararapes (6º) e São Lourenço da Mata (7º).

O local que menos esteve em isolamento nessa segunda-feira foi a Ilha de Fernando de Noronha, com 22,2%. A região zerou a quantidade de casos do coronavírus conforme apresentado em boletim na sexta-feira (8). Outros municípios que menos respeitaram o isolamento foram Tuparetama (29,5%), Lajedo (35%), Solidão (35,8%) e Palmeirina (36%).

Ranking:

As 10 cidades com maior índice de isolamento social

Recife 55,5%
Olinda 55,4%
Ilha de Itamaracá 53,3%
Camaragibe 52,5%
Paulista 52,3%
Jaboatão dos Guararapes 52,2%
São Lourenço da Mata 51,8%
Carnaubeira da Penha 51,1%
Salgadinho 50,8%
Caruaru 50,6%

As 10 cidades com pior índice de isolamento social

Fernando de Noronha 22,2%
Tuparetama 29,5%
Lajedo 35%
Solidão 35,8%
Palmeirina 36%
Chã de Alegria 36,1%
Tabira 36,4%
Machados 36,7%
Vertente do Lério 36,9%
Afogados da Ingazeira 37,2%

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias