ERRADICAÇÃO

PF erradica mais de 100 mil pés de maconha em Pernambuco e evita a produção de 34 toneladas da droga

Pernambuco é o maior produtor da droga do Brasil e abastece todo o Nordeste.

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 24/06/2020 às 22:02
Notícia
POLÍCIA FEDERAL/DIVULGAÇÃO
A Operação Muçambê faz parte de um trabalho contínuo da Polícia Federal no Sertão do Estado para erradicação de plantações de maconha. - FOTO: POLÍCIA FEDERAL/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Em mais um desdobramento da Operação Muçambê, que tem o objetivo de erradicar plantações de maconha no Sertão de Pernambuco, a Polícia Federal com apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil erradicou mais de 100 mil pés da planta, encontrados no sítio São Mateus, em Lagoa Grande, no sítio Baixa da Cacimba, em Dormentes, na zona rural de Salgueiro, em Orocó, no Riacho Olho D’Agua e no sítio Boqueirão 3, em Carnaubeira da Penha. De acordo com a PF, esta quantidade, se colhida, tornaria possível a produção de mais de 34 toneladas de maconha. 

>> Com erradicações, Polícia Federal evita produção de 135 toneladas de maconha em Pernambuco só em 2020

>> Polícia apreende caminhonete com quase 200 Kg de maconha no Ageste pernambucano

>> Polícia Federal encontra dinheiro em geladeira durante operação contra tráfico internacional de droga

A ação adotada pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF ataca o tráfico de drogas ainda na sua origem, evitando que a maconha chegue até o ponto final, que são as bocas de fumo. Pernambuco é o maior produtor da droga do Brasil e abastece todo o Nordeste.

Entre os dias 16 e 22 de junho a Operação Muçambê erradicou cerca de 103 mil pés de maconha. Em uma das plantações também foram encontrados e incinerados aproximadamente 67kg de maconha pronta para a comercialização. Ainda foram destruídas 8.570 covas, 2.085 mudas e 2.5Kg de sementes da erva.

Prisão

Na mesma operação, um homem de 38 anos foi preso, no dia 21 de junho, enquanto regava uma plantação de maconha no sítio Boqueirão 3, em Carnaubeira da Penha. Natural de Floresta, ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas na Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro e após a audiência de custódia, foi levado para o presídio de Salgueiro.

A rotina de erradicar plantações de maconha

Operações como a Muçambê fazem parte da rotina da Polícia Federal, principalmente no interior do Estado. As plantações de maconha costumam ser feitas em locais de difícil acesso, como ilhas do leito do Rio São Francisco, áreas de terra da União, áreas no meio da Caatinga e até mesmo em plantações de fazendas muito grandes, de forma que nem mesmo o proprietário sabe que há plantação de maconha em suas terras. Por se tratar de uma rotina, a PF registra as coordenadas geográficas de todas as plantações identificadas.

Maconha do Paraguai

Tirando do tráfico a maconha produzida no Sertão de Pernambuco, o crime organizado busca saídas em outros mercados. A saída por aqui é o mercado paraguaio. O Paraguai é o maior produtor de maconha da América do Sul e se situa entre os cinco maiores produtores mundiais da erva.

A maior produção de maconha em território paraguaio acontece nas cidades de Capítan Bado e Pedro Juan Caballero. De acordo com levantamentos da Secretaria Nacional Anti Drogas do Paraguai (Senad), principal órgão estatal de combate a drogas do Paraguai, o potencial de produção de maconha paraguaio gira em torno de 12 a 15 mil toneladas anuais.  Por isso, a Polícia Federal brasileira também trabalha em parceria com autoridades paraguaias na operação denominada Nueva Alianza. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias