POLÍCIA

Caso Miguel: inquérito será concluído na próxima semana

A queda aconteceu no último dia 2 de julho e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Santo Amaro

Amanda Rainheri
Amanda Rainheri
Publicado em 23/06/2020 às 19:01
Notícia
BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
12.06.2020 - Fotos : Brenda Alcântara - Movimentação de uma vigília em frente aos Condomínios de Luxo ( Torres Gêmeas) em protesto contra o caso do menino, Miguel. - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

O inquérito que investiga a morte do menino Miguel Santana da Silva, de cinco anos, que faleceu após cair de uma altura de 35 metros do Condomínio Píer Maurício de Nassau, no bairro de São José, deverá ser concluído na próxima semana. A queda aconteceu no último dia 2 de julho e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Santo Amaro. 

>> Caso Miguel: veja como estão as investigações da morte do menino que caiu de prédio no Recife

>> 'Não vemos como homicídio culposo, mas doloso', diz tia de Miguel em protesto pela morte do garoto

>> Caso Miguel faz Defensoria Pública de Pernambuco emitir recomendação sobre preservação da imagem de pessoas investigadas

O menino era filho de Mirtes Santana, que trabalhava como empregada doméstica na casa de Sarí Gaspar Côrte Real e do marido dela, o prefeito de Tamandaré Sérgio Hacker (PSB). No momento da queda, a mãe havia descido para passear com o cachorro da patroa e Miguel estava sob os cuidados da primeira-dama. Sarí chegou a ser presa em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, mas pagou fiança de R$ 20 mil e foi liberada. No dia da prisão, ela preferiu ficar em silêncio e não foi interrogada. 

Nesta terça-feira (23), o advogado de Sarí, Pedro Avelino, esteve na delegacia e informou que o depoimento da primeira-dama segue sem data. Ela deve falar com o delegado Ramón Teixeira, que comanda as investigações, assim que os laudos das perícias realizadas sejam emitidos. O inquérito, instaurado em 2 de junho, dia da morte do menino, deverá ser concluído dentro do prazo de 30 dias, ou seja, até a quinta-feira da próxima semana. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias