COVID-19

Sob regras sanitárias, templos religiosos retomam atividades presenciais em Caruaru

Agreste passou da fase 2 para a 4 do Plano de Convivência com a Covid-19

JC
JC
Publicado em 14/07/2020 às 11:13
REPRODUÇÃO/GOOGLE STREET VIEW
A Paróquia Nossa Senhora do Monte Carmelo terá as primeiras atividades iniciadas no sábado (18) - FOTO: REPRODUÇÃO/GOOGLE STREET VIEW
Leitura:

A cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, avançou, nessa segunda-feira (13), da fase 2 para a 4 do Plano de Convivência com a Covid-19, elaborado pelo Governo do Estado. Assim, foi autorizado o funcionamento do varejo de rua (bairro e centro), salões de beleza e centros de estética, treinos de futebol profissional, comércio de veículos serviços de aluguel e vistoria de veículos, construção civil com 100% dos funcionários e shoppings centers. Outro setor liberado foi a celebração física em templos religiosos, desde que normas previstas sejam seguidas.

A Paróquia Nossa Senhora do Monte Carmelo, por exemplo, terá as primeiras atividades iniciadas no sábado (18). Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, o coordenador da pastoral da Igreja Católica no Agreste, Padre Jefferson Adelino, afirma que recebeu com alegria a notícia e garantiu que as medidas impostas serão cumpridas. "Sexta (10) vimos que o Governo liberou as igrejas à retornarem as atividades. Nós também dependemos do decreto do bispo, que hoje (segunda, 13) foi publicado. Vamos retornar aos poucos, ainda não vamos abrir para todas as pessoas, como desejamos. Por exemplo, as paróquias, nas santas missas, vão poder receber 30% dos fiéis, respeitando a distância de um metro e meio entre as pessoas, com máscara, uso álcool em gel, sempre com preocupação para podemos celebrar com segurança", afirmou.

Adelino explicou que a pastoral considera aumentar o número de celebrações a fim de receber mais fiéis. "[Pretendemos] aumentar o número de celebrações para podermos atingir a todos, [para] que todos possam receber os sacramentos. Digamos, se tem um batizado domingo, podemos colocar três ou dois, para atender a quantidade. Os outros sacramentos também têm suas normas próprias, observando sempre que devemos fazer o necessário para a segurança do fiel e do padre".

Flexibilização

A retomada do funcionamento do comércio em Caruaru só foi liberada porque a cidade conseguiu controlar indicadores (número de casos, mortes e internações) durante o período de isolamento rígido, cumprido de 26 de junho a 5 de julho. Mesmo na fase de reabertura da economia, se a curva epidêmica voltar a subir, será possível retornar ao confinamento rigoroso não só em Caruaru, mas também em qualquer parte do Estado, segundo frisa o Plano de Convivência com a Covid-19 de Pernambuco.

Comentários

Últimas notícias