'EXÍCIO'

Polícia deflagra operação que mira quadrilha suspeita da morte de comissário em Surubim

O policial foi assassinado em maio de 2020

JC
JC
Publicado em 23/07/2020 às 7:29
DIVULGAÇÃO
Pernambuco também se destaca ocupando o primeiro lugar no Nordeste com a instauração de 3.753 inquéritos policiais e no número de inquéritos concluídos que são 2.397 - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

atualizada às 9h18

Na manhã desta quinta-feira (23) a Polícia Civil de Pernambuco deflagrou a operação denominada 'Exício', que tem o objetivo de prender integrantes de uma quadrilha ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC) e  suspeita de estar envolvida no assassinato do comissário da Polícia Civil José Rogério Duarte Batista, ocorrido no dia 30 de maio de 2020 no município de Surubim, no Agreste do Estado. Além de Surubim, os policiais cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar no Recife, Caruaru (Agreste), Casinhas (Agreste), Limoeiro (Agreste), Itaquitinga (Zona da Mata), e também nos Estados da Bahia e São Paulo.

Segundo a Polícia Civil, a organização criminosa atua nos municípios de Surubim, Casinhas e Macaparana (Zona da Mata) e é responsável pela prática de homicídios qualificados, associação para o tráfico ilícito de entorpecentes, corrupção de menores e posse ou porte ilegal de armas de fogo de uso restrito.

Ao todo, estão sendo cumpridos 30 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão domiciliar, 
e as investigações foram realizadas ao longo de 1 ano e 2 meses. Os presos foram levados para a Delegacia de Polícia de Limoeiro. Na Bahia, um integrante do grupo identificado como Josias Santo de Santana morreu durante confronto com a polícia. 

Na operação, foram empregados cerca de 140 policiais civis de Pernambuco, além de policiais dos Estados da Bahia e São Paulo. A PCPE informou que os detalhes da operação serão divulgados "em momento oportuno".

Comentários

Últimas notícias