FAUNA

Filhote de gato-mourisco encontrado na Bahia é entregue à CPRH

O filhote foi encontrado na Bahia e trazido para Pernambuco pelo Ibama

JC
JC
Publicado em 30/07/2020 às 14:36
Notícia

PALOMA ALMEIDA / CPRH
O filhote ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza. - FOTO: PALOMA ALMEIDA / CPRH
Leitura:

Um filhote de jaguarundi, mais conhecido como gato-mourisco (Herpailurus Yagouaroundi), é o mais novo hóspede do Centro de Triagem de Animais Silvestres, unidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), em Exu, no Sertão pernambucano. 

> CPRH embarga obra municipal na praia de Maracaípe e multa a Prefeitura de Ipojuca

> Animais silvestres são devolvidos à natureza

> Répteis são devolvidos à natureza pela CPRH

O animal está na lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção e, quando filhote, pode ser facilmente confundido com um gato doméstico. Ele foi encontrado por um agricultor na zona rural de Milagres, na Bahia. 

De acordo com o gestor do Cetas Tangara, Yuri Marinho, o filhote foi trazido para Pernambuco pelo Ibama, que tinha a guarda do animal.


“Ele teve sorte de não ter sido pego por algum predador. Não se sabe o que aconteceu com a mãe desse filhote, que tem poucos dias de vida. Cuidar dele exige muita atenção, pois ele não se alimenta sozinho e está sob o estresse da viagem”, comentou o gestor.

Ele disse também que o gato ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza.

Veja as fotos 

 

PALOMA ALMEIDA / CPRH
O filhote ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza. - PALOMA ALMEIDA / CPRH
PALOMA ALMEIDA / CPRH
O filhote ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza. - PALOMA ALMEIDA / CPRH
PALOMA ALMEIDA / CPRH
O filhote ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza. - PALOMA ALMEIDA / CPRH
PALOMA ALMEIDA / CPRH
O filhote ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza. - PALOMA ALMEIDA / CPRH
PALOMA ALMEIDA / CPRH
O filhote ficará sob os cuidados do Cetas, até desenvolver aptidões próprias da espécie e crescer o suficiente para ser solto na natureza. - PALOMA ALMEIDA / CPRH

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias