reabertura

Fernando de Noronha reabre Parque Nacional a partir deste sábado (1º)

Segundo o documento, a reabertura para visitação pública será feita de forma gradual e de forma monitorada

Bruna Oliveira Thalis Araújo
Bruna Oliveira
Thalis Araújo
Publicado em 31/07/2020 às 19:40
Notícia

Divulgação
Geraldo Maia, Banda Torpedo, Beto Hortis e The Rossi são algumas das atrações confirmadas no Carnaval de 2020 da ilha - FOTO: Divulgação
Leitura:

O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha irá reabrir neste sábado (1º), de acordo com portaria do Ministério do Meio Ambiente, publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta sexta-feira (31). A reabertura do parque, que estava fechado desde março devido à pandemia do novo coronavírus, já havia sido indicada pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB).

Segundo o documento, a reabertura para visitação pública será feita de forma gradual e monitorada, além de seguir o cumprimento dos protocolos de segurança sanitária. Entre as regras para visitação, estão o uso obrigatório de máscara de proteção facial e a disponibilização de álcool em gel a 70% ou outro produto de higienização para as mãos nos transportes terrestres e aquaviários.

Além disso, também foi exigido que haja limpeza e desinfecção dos ambientes, pisos, corrimãos, lixeiras, balcões, maçanetas, tomadas, torneiras e banheiros, além de outros objetos de uso coletivo, como cadeiras, sofás e bancos.

Entenda as fases da reabertura do Parque Nacional

Na primeira semana de reabertura, o parque poderá receber somente pesquisadores. Na semana seguinte será aberto para os moradores da Ilha de Fernando de Noronha. Pelo fato de Noronha ainda não estar podendo receber visitantes externos por causa da pandemia, o parque não abrirá com todos os atrativos ao mesmo tempo.

Será priorizada a abertura de alguns locais com acesso mais facilitado, como a praia do Sueste. O ICMBio, responsável pela administração da área, deverá divulgar, semanalmente, a lista dos atrativos abertos com seus devidos horários.

No momento, apenas os atrativos terrestres, como trilhas e praias, estarão abertos para visitação. Passeios náuticos serão permitidos apenas na próxima fase. O mergulho autônomo é permitido somente para atividades não comerciais, ou seja, aprimoramento técnico.

Durante o período em que o Parque Nacional ficou sem movimentação, a organização percebeu, durante as fiscalizações, que os animais estavam frequentando e se aproximando mais das passarelas e trilhas.

Para evitar aglomerações e/ou picos de visitação em determinados locais, dias ou horários, a portaria indica que deverão ser estabelecidos mecanismos que promovam a distribuição do número de visitantes ao longo do tempo e do espaço, tais como o agendamento do horário de entrada e a organização do fluxo dos grupos de visitantes, visando evitar aglomerações e/ou picos de visitação em determinados locais, dias ou horários.

Mergulho

Já para as atividades de mergulho, as medidas de prevenção que devem ser tomadas são orientar aos visitantes que eles levem seus próprios equipamentos de mergulho e respeitem o distanciamento social durante a utilização dos botes de apoio, tanto no embarque e desembarque, como no apoio ao mergulho. O equipamento de mergulho deve ser montado pelo mergulhador que vai utilizá-lo, para evitar o contato desnecessário de outras pessoas.

Também foi determinado que haja áreas de secagem de equipamentos devem ter espaço suficiente para permitir que o equipamento de cada mergulhador seque separadamente e que haja permissão e incentivo para que os visitantes levem seu próprio alimento e bebidas. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias