AÇÃO

Instituto JCPM faz doação de tablets para estudantes da UFPE em situação de vulnerabilidade social

A entrega simbólica dos equipamentos aconteceu nesta sexta-feira (21), no Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria da UFPE

Mayra Cavalcanti
Cadastrado por
Mayra Cavalcanti
Publicado em 21/08/2020 às 15:08 | Atualizado em 21/08/2020 às 15:15
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - FOTO: YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Leitura:

Depois de cinco meses com as atividades paralisadas, as aulas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) serão retomadas virtualmente na próxima segunda-feira (24), com o semestre letivo 2020.3. Para estudantes da instituição, moradores do bairro de Brasília Teimosa e do Pina, na Zona Sul do Recife, o retorno aos estudos será possível devido a uma parceria entre a universidade e o Instituto JCPM, que fez a doação de 100 tablets, permitindo o acesso dos alunos às aulas remotas. A entrega simbólica dos equipamentos aconteceu nesta sexta-feira (21), no Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria da UFPE.

Os estudantes contemplados na ação estavam inscritos no Edital para Inclusão Digital de Estudantes em Situação de Vulnerabilidade Socioeconômica. De acordo com a diretora de Desenvolvimento Social do Grupo JCPM, Lucia Pontes, os bairros de Brasília Teimosa e do Pina foram escolhidos porque são as áreas de atuação do instituto. "Acreditamos que o Governo sozinho não tem condições de atender a todas as demandas e os desafios que a pandemia está colocando. Na medida em que possamos nos associar e beneficiar as comunidades e os alunos que não têm condições econômicas de comprar os equipamentos, estaremos sempre disponíveis", afirma.

O reitor da UFPE, Alfredo Gomes, destaca que a universidade possui, atualmente, mais de 10 mil estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica e, por isso, a importância do apoio da iniciativa privada. "A UFPE oferece auxílio, por meio de seus programas, mas é fundamental a parceria que está acontecendo com o Instituto JCPM, para que nós possamos criar um link mais permanente entre a universidade, as empresas e o mundo produtivo", comenta.

A volta às aulas na UFPE vai acontecer com disciplinas ministradas virtualmente. A matrícula dos alunos e a participação dos professores é facultativa. Quem optou por não cursar cadeiras a distância não será prejudicado e poderá dar continuidade à graduação quando o semestre 2020.1, com aulas presenciais, retomar. A instituição lançou um edital voltado para alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, para fornecer plano de dados móveis e aparelhos eletrônicos, possibilitando a matrícula no semestre letivo 2020.3.

YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Maria Eduarda Bezerra, 22 anos, estudante de direito. Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Lúcia Pontes, diretora de Desenvolvimento do Instituto JCPM Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Hélio Rabelo, 21 anos, estudante de estatística. Instituto JCPM doa tablets a alunos da UFPE - YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM

A estudante do curso de Direito da UFPE Maria Eduarda Bezerra, de 22 anos, foi uma das alunas inscritas no edital. Moradora do bairro de Brasília Teimosa, ela foi beneficiada com um tablet doado pelo Grupo JCPM nesta sexta-feira. Para ela, que cursa o sexto período e se matriculou em seis disciplinas, o equipamento vai possibilitar não apenas o acesso às atividades, como também o estudo. "Esse tablet significa muito porque eu não ia ter condições de ter um material de qualidade para assistir às aulas. Agora, eu vou conseguir ter um contato adequado com as disciplinas e ler livros. Vai ajudar muito", conta a estudante, que se diz ansiosa para o retorno das aulas.

Quem compartilha do sentimento de ansiedade é o aluno do curso de Estatística, Hélio Rabelo, de 21 anos. Também morador de Brasília Teimosa, o estudante fez a matrículas em duas cadeiras. "As aulas foram suspensas e não tivemos o que fazer. Esse tablet vai ajudar bastante porque eu não tinha equipamento de informática. Estou muito ansioso para essa volta", diz Hélio. O pró-reitor para Assuntos Estudantis (Proaes), Fernando Nascimento, que também participou da cerimônia de entrega dos equipamentos, explica que mais de dois mil alunos se inscreveram no edital.

Entre eles, uma parcela receberá, neste sábado (22), um auxílio financeiro para realizar a compra dos aparelhos, enquanto outros vão ser beneficiados com um tablet. Lucia Pontes reforça a importância de empresas da iniciativa privada participarem deste tipo de ação. "É uma oportunidade para que outros empresários e outras pessoas participem, com qualquer número que for, porque a junção das doações dá um significado de presença e de atendimento muito importante para quem não tem condições econômicas de possuir um equipamento e participar dessas aulas online", declara.

Outras ações do Instituto JCPM durante a pandemia

O Instituto JCPM desenvolveu diversas iniciativas voltadas para a assistência de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica durante a pandemia. Apenas no Recife, já foram doadas cerca de 16 mil cestas básicas. O instituto auxiliou o preenchimento do cadastro para pessoas de baixa renda terem acesso ao auxílio emergencial do Governo Federal, doou cerca de 33 mil máscaras e instalou coletores biológicos no Pina e em Brasília Teimosa para que o descarte das máscaras seja feito de forma adequada.

A ajuda também chegou às universidades e às unidades de saúde. O IJCPM passou a apoiar o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) no desenvolvimento de ações de monitoramento do novo coronavírus e doou dez respiradores nos Estados atendidos.

Comentários

Últimas notícias