ZONA OESTE

Polícia investiga tentativa de assalto contra vigilante em hospital do Recife

O caso aconteceu na manhã dessa segunda-feira (7) no Hospital Barão de Lucena. Vítima já recebeu alta

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 08/09/2020 às 15:04
Notícia

SÉRGIO BERNARDO/ACERVO JC IMAGEM
A SES-PE informou que a tentativa de assalto foi em uma das entradas do hospital - FOTO: SÉRGIO BERNARDO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Em menos de dois meses, duas ações criminosas no Hospital Barão de Lucena, localizado no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, chamaram a atenção. Nessa segunda-feira (7), o vigilante de uma empresa terceirizada que presta serviço à unidade de saúde foi baleado. Segundo a Polícia Militar, o homem teria reagido a uma tentativa de assalto. A abordagem foi feita por dois homens que estavam em uma motocicleta e tentavam levar a arma do funcionário, que acabou baleado na perna. No final de julho, um médico teve os pneus do carro furtados durante o plantão. O veículo estava no estacionamento do hospital.

>> Na luta contra a covid-19, médico tem os pneus do carro furtados dentro de hospital do Recife

>> Polícia conclui menos de 1% das investigações de furto de veículos em Pernambuco

Sobre o caso registrado nessa segunda-feira, a PM informou que a vítima atingida na perna foi socorrida e encaminhada para o Hospital Getúlio Vargas, também na Zona Oeste da capital pernambucana, e já recebeu alta. Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), responsável pela unidade de saúde, informou que a tentativa foi em uma das entradas do hospital. O caso aconteceu no início da manhã e, à tarde, o vigilante recebeu alta médica.

A SES-PE disse também que "a direção do HBL está em contato com o profissional e a empresa para acompanhar o caso". A PM informou que, após a tentativa de assalto, policiais do 13°BPM foram ao local e fizeram incursões na busca dos suspeitos, mas ninguém foi encontrado. Segundo a Polícia Civil, a ocorrência foi registrada pela Delegacia de Polícia da 6ª Circunscrição do Cordeiro. 

Médico tem pneus do carro furtados

No dia 24 de julho, um clínico-geral que trabalha no Hospital Barão de Lucena, tomou conhecimento de que os quatro pneus do seu carro foram furtados. O veículo estava estacionado no estacionamento da unidade de saúde. Segundo relatou o médico, que preferiu não se identificar, ele só tomou conhecimento do furto às 7h da quinta-feira (24).

"Ninguém me avisou nada. Só quando eu saí do plantão, que cheguei no carro foi que vi. Logo que cheguei (no veículo) vieram alguns seguranças. Esses vigilantes ficam na parte interna do hospital e também na parte externa", disse.

O profissional de saúde ainda comentou que casos como esse são comuns na unidade de saúde. "Eu já soube de relatos de assaltos no estacionamento com outros funcionários, de roubar peça de carro, ou só de roubar uma das rodas, também ouvi sobre um sequestro relâmpago", relatou.

O médico disse também que o medo é um sentimento constante nos funcionários do hospital. "Ali é muito escuro. Plantão noturno é terrível. Para mim é ruim, mas as colegas mulheres se sentem muito inseguras ali, principalmente à noite. À noite e final de semana é muito perigoso. Nós sempre tentamos ir com alguém, sai todo mundo junto na hora em que vai sair do plantão. Na hora em que vai buscar alguma coisa no carro é bem perigoso", contou.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), responsável pelo hospital, respondeu que a direção da unidade de saúde "está dando toda a assistência necessária ao servidor envolvido no caso". "Após ser informada do ocorrido, a direção da unidade acionou a empresa de segurança contratada para analisar o caso, inclusive com as imagens das câmeras, e discutir a otimização das rondas na área do hospital, que são realizadas periodicamente em todos os horários, todos os dias da semana. A empresa também já se prontificou a fazer o ressarcimento dos prejuízos ao servidor", conclui a nota.

Polícia conclui menos de 1% das investigações de furto de veículos no Estado

Segundo um levantamento feito pela coluna Ronda JC, a Polícia Civil registrou 6.123 queixas de furtos em Pernambuco em 2020. No entanto, até o final de julho, foram concluídas apenas as investigações de 35 casos. Isso representa 0,5% do total de inquéritos. Os números foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação (lAI).

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias