zona oeste

Criança de 2 anos morre e outra fica ferida em incêndio no Cordeiro, no Recife

Os primeiros levantamentos apontam que o fogo teria começado após curto circuito em ventilador

JC
JC
Publicado em 16/09/2020 às 10:11
Notícia

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Peritos do Instituto de Criminalística e agentes da Polícia Civil estiveram no local na manhã desta terça - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações da repórter Cinthia Ferreira

Uma criança de 2 anos morreu e a irmã de 8 anos ficou ferida em incêndio em uma casa na 
Rua Rufino Manoel Caetano, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, no início da manhã desta quarta-feira (16). O bebê não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. A menina foi levada para o Hospital da Restauração (HR), na área central da capital, onde está internada em estado grave na UTI pediátrica, com 90% do corpo queimado.

Nesta manhã, peritos do Instituto de Criminalística fizeram perícia no imóvel. Equipes da Polícia Civil também estavam na área investigando o caso. De acordo com informações da Rádio Jornal, os primeiros levantamentos apontam que o fogo teria começado por volta das 5h, após um curto circuito no ventilador que estava na porta do quarto onde os dois irmãos dormiam. As crianças ficaram encurraladas dentro do cômodo pequeno e sem janelas, sem ter para onde escapar. O incêndio atingiu principalmente o colchão e a cama onde estavam. Além das crianças, estavam em casa a mãe e outros cinco filhos, mas nenhum foi atingido pelas chamas.

O vizinho Arthur Felipe tentou ajudar no socorro. "Quando cheguei no local a menina estava pegando fogo na sala. A gente conseguiu apagar o fogo da menina, ela foi socorrida, e a mãe só gritava pelo menino pequeno. Quando corri para pegá-lo, ele já estava morto, não tinha mais como sobreviver", contou à reportagem da TV Jornal.

A mãe estava em estado de choque e passou mal várias vezes. O pai, José Cláudio, acompanhou a filha ao HR. "Afetou 90%", relatou. De acordo com o chefe do setor de Queimados do hospital, Marcos Barreto, o estado de saúde dela é "muito grave".

O Corpo dos Bombeiros chegou a ser acionado, às 6h15, mas o chamado foi cancelado enquanto o efetivo se deslocava.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Peritos do Instituto de Criminalística e agentes da Polícia Civil estiveram no local na manhã desta terça - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Peritos do Instituto de Criminalística e agentes da Polícia Civil estiveram no local na manhã desta terça - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Peritos do Instituto de Criminalística e agentes da Polícia Civil estiveram no local na manhã desta terça - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Peritos do Instituto de Criminalística e agentes da Polícia Civil estiveram no local na manhã desta terça - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Peritos do Instituto de Criminalística e agentes da Polícia Civil estiveram no local na manhã desta terça - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Outra vizinha, Lady Laura lembra que não é a primeira vez que os moradores veem uma tragédia desse tipo acontecer. "Infelizmente é a segunda vez. Teve o caso do menino na outra rua e agora a história se repete", lamentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias