incidente

Desalinhamento de trem em estação assusta passageiros do metrô do Recife

Segundo a assessoria de imprensa da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, o trem conseguiu se manter na plataforma e os passageiros desembarcaram com segurança

JC
JC
Publicado em 20/11/2020 às 8:06
Notícia

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Reportagem em atualização

Com informações da TV Jornal

Um desalinhamento de um trem, por volta das 7h05 desta sexta-feira (20), na Estação Largo da Paz da Linha Sul do Metrô do Recife assustou os passageiros do sistema. O terceiro vagão dos quatro que fazem parte da composição não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente, gerando o princípio de descarrilamento. Segundo a assessoria de imprensa da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU Recife), o trem conseguiu se manter na plataforma e os passageiros desembarcaram com segurança, sem vítimas acidentadas.

Técnicos chegaram ao local para apurar as causas do incidente, sem previsão de conclusão da perícia. O grupo não descarta que o má funcionamento tenha sido provocada por vandalismo. "Pode ter sido problema com trem, questão com trilho, pode ter sido uma situação de roubo de presilha - última possibilidade que a gente está trabalhando", contou o gerente de comunicação da CBTU Recife, Salvino Gomes.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um dos vagões não conseguiu alinhar corretamente aos trilhos ao chegar na plataforma e cedeu levemente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

De acordo com o representante, a situação é inédita. "Em 35 anos, nunca vi uma ocorrência dessa", comentou. Agora, a equipe tenta solucionar o problema.Por volta das 10h, os peritos conseguiram colocar o carro no trilho, mas outra parte do trem desalinhou em seguida.

Os trens da linha Sul voltaram a operar às 7h40, mas estão precisando fazer desvio de linha, o que ocasiona atrasos entra as estações Joana Bezerra e Largo da Paz. Cerca de 10 mil pessoas foram prejudicadas no início da manhã, disse a CBTU.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por volta das 10h, os peritos conseguiram colocar o carro no trilho, mas outra parte do trem desalinhou em seguida. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por volta das 10h, os peritos conseguiram colocar o carro no trilho, mas outra parte do trem desalinhou em seguida. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por volta das 10h, os peritos conseguiram colocar o carro no trilho, mas outra parte do trem desalinhou em seguida. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Em março deste ano, a passagem do metrô chegou a R$ 4. O reajuste fez parte de uma série de seis aumentos escalonados que tiveram início em abril de 2019, quando o bilhete deixou de custar R$ 1,60. Somados, os acréscimos significaram uma alta de 150% no preço. À época, a CBTU justificou que a atualização evitaria a paralisação do sistema, que operava em déficit financeiro. O valor não era atualizado havia seis anos.

Comentários

Últimas notícias