vacina

Avião decola do Recife nesta quinta para buscar 2 milhões de doses da vacina de Oxford na Índia

O avião deve retornar ao Brasil no próximo sábado (16)

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 13/01/2021 às 14:48
Notícia

RUSSELL CHEYNE / POOL / AFP
Vacina desenvolvida pelo laboratório britânico AstraZeneca com a Universidade de Oxford é desenvolvida na Índia - FOTO: RUSSELL CHEYNE / POOL / AFP
Leitura:

Um avião da empresa aérea Azul irá sair do Aeroporto do Recife, na Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, na noite desta quinta-feira (14), com destino à Mumbai, na Índia, para buscar 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Oxford, adquiridas pelo Ministério da Saúde. O voo será feito pelo Airbus A330neo - maior aeronave da frota da companhia - que tem previsão para decolar às 23h. O avião deve retornar ao Brasil no próximo sábado (16).

“É o tempo de viajar, apanhar e trazer. Já estamos com todos os documentos de exportações prontos”, disse o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante pronunciamento em Manaus nesta quarta-feira (13).

Com 15 horas de voo sem escalas, em um trajeto de mais de 12 mil quilômetros, a aeronave sairá do Recife diretamente para a cidade indiana de Mumbai. Segundo a Azul, a aeronave será equipada com envirotainers específicos para garantir o controle de temperatura da carga de acordo com as recomendações do fabricante. O peso da carga é estimado em 15 toneladas.

Retorno

A volta ao Brasil está prevista para o próximo sábado (16), em que o avião irá pousar no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, onde as doses serão armazenadas. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina da AstraZeneca será distribuída aos estados brasileiros em até cinco dias após o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que, assim, possa ser dado início à imunização em todo o País, de forma simultânea e gratuita.

“Vamos vacinar em janeiro. A vacina será distribuída simultaneamente em todos os estados na sua proporção de população e grátis”, ressaltou Pazuello.

Com o apoio da Associação Brasileira de Empresas Aéreas, por meio das companhias aéreas Azul, GOL, Latam e Voepass, o Ministério da Saúde consegue transporte gratuito da vacina para covid-19. A segurança de todo o transporte em terra até os estados terá o apoio do Ministério da Defesa.

Coronavac

Além dos 2 milhões de doses da AstraZeneca, o Brasil conta com 6 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan, produzidas pelo laboratório Sinovac.

Com isso, no total, o Brasil tem garantido 354 milhões de doses contratadas após acordos realizados com laboratórios. De acordo com o Ministério da Saúde, o País possui seringas suficientes para a administração das vacinas a todos os brasileiros.


JUSTIN TALLIS/AFP
Governo de Pernambuco ainda não sabe se vai receber a vacina de Oxford ou a do Butantan para imunizar a população contra a covid-19 - FOTO:JUSTIN TALLIS/AFP

Comentários

Últimas notícias