crime

Polícia encontra motocicleta utilizada em homicídio de policial rodoviário federal na Zona Sul do Recife

Veículo não possuía registro de roubo e não estava em nome dos suspeitos pelo crime

JC
JC
Publicado em 13/01/2021 às 18:13
Notícia

DIVULGAÇÃO/PRF
Motocicleta foi encontrada no bairro do Jordão Alto - FOTO: DIVULGAÇÃO/PRF
Leitura:

A motocicleta utilizada no homicídio do policial rodoviário federal Eduardo de Souza Lima Júnior, de 37 anos, foi localizada, nesta quarta-feira (13), no bairro do Jordão Alto, na Zona Sul do Recife. O veículo estava abandonado e foi encontrado em uma ação integrada da 10ª Delegacia de Polícia Civil do Ibura (DPC), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). O policial foi assassinado a tiros enquanto estava em uma lanchonete na Avenida Norte na madrugada do domingo (10). Dois irmãos são suspeitos do crime e estão presos desde a última segunda-feira (11).

>> Irmãos suspeitos de assassinar policial rodoviário federal no Recife se entregam à polícia

>> Câmeras de segurança mostram momento em que PRF é assassinado em lanchonete na Zona Norte do Recife

>> Irmãos suspeitos de matar policial rodoviário federal no Recife têm prisão preventiva decretada 

De acordo com a polícia, a análise das câmeras de segurança e levantamentos com testemunhas que estiveram no local do crime ajudaram no trabalho de busca da equipe pela motocicleta, que foi encontrada estacionada próximo ao campo de futebol do Buruçu. Durante o procedimento de identificação do veículo, foi constatado pelos policiais que a motocicleta não possuía registro de roubo ou furto e que também não estava em nome dos suspeitos pelo crime. O veículo foi encaminhado à 10ª DPC, onde irá passar por perícia da Polícia Civil. A arma do crime ainda não foi localizada.

>> "Estava vivendo a melhor fase da vida", lamenta mãe de policial rodoviário federal assassinado

>> Polícia revela que um dos suspeitos de assassinar policial rodoviário federal já havia sido indiciado por dois homicídios

 

O crime

O policial rodoviário federal Eduardo de Lima Júnior, de 37 anos, foi assassinado a tiros enquanto estava em uma lanchonete na Avenida Norte. O crime aconteceu na madrugada do domingo (10), no Alto do Mandu, Zona Norte do Recife. Imagens de circuito de segurança mostram o momento em que um homem de camiseta azul, bermuda e capacete se aproxima e efetua os primeiros disparos. Na sequência, o suspeito foge rapidamente, mas continua atirando, mesmo de costas. Ele sobe em uma moto e foge com o comparsa. Confira o vídeo:

O policial foi atingido por dois tiros na cabeça e morreu na hora. Além dele, o dono da lanchonete também foi atingido por disparos na perna e na barriga. Ele foi encaminhado para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, mas já recebeu alta. Uma mulher que estava com Eduardo levou um tiro de raspão, mas não necessitou de atendimento médico.

Segundo a polícia, a confusão teria iniciado quando os suspeitos esbarraram em um grupo que estava acompanhando a vítima. Após um desentendimento, os homens foram colocados para fora do bar. Já na rua, a discussão seguiu. Os suspeitos xingaram a vítima e foram até a casa onde residem. "Já com a intenção de matar, pegaram a arma de fogo e foram para a hamburgueria onde o policial estava com os amigos. Eles alegam que chegaram de imediato, só que os depoimentos foram claros que eles entram antes, olham a vítima, observam, fingem que vão pedir um lanche, saem e já observam onde a vítima estava", afirmou o delegado Bruno Magalhães.

>> "Estava vivendo a melhor fase da vida dele", lamenta mãe de policial rodoviário federal assassinado no Recife

"Eles foram autuados por homicídio quadruplamente qualificado, por motivo fútil, por não terem dado chance de defesa a vítima, pelo perigo comum que proporcionaram pelos disparos e pela vítima ser agente de segurança pública", completou o delegado.

De acordo com a polícia, as imagens das câmeras de segurança foram importantes para estabelecer a dinâmica do local. A polícia também informou que os suspeitos ficaram escondidos em casas de parentes, no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, antes de se entregarem. "Iremos continuar diligenciando em busca da arma de fogo e da moto utilizada no crime", concluiu o delegado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o agente havia ingressado na PRF em 2016 e atuava em Rondônia. Havia sido transferido há pouco dias para atuar na sede da PRF no Recife. O corpo de Eduardo foi enterrado nessa segunda-feira (11) no Cemitério de Santo Amaro. Ele deixa uma filha e esposa.

Os suspeitos, que são irmãos, passaram nessa terça-feira (12), por audiência de custódia e foram autuados por homicídio qualificado. Eles já estão no Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel), em Abreu e Lima. Segundo as investigações, um deles já teria envolvimento em outros homicídios ocorridos em agosto do ano passado, também na Zona Norte do Recife.

Homicídios em Pernambuco

A coluna Ronda JC trouxe, em dezembro, que Pernambuco conseguiu uma tímida redução no número de homicídios em novembro de 2020. De acordo com balanço divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS), 293 pessoas foram assassinadas. Sete a menos do que no mesmo período de 2019. A redução foi de 2,3%. Apesar disso, no acumulado dos onze primeiros meses, o Estado já registra um aumento de 9% em relação a 2019. A meta do Pacto pela Vida é de redução anual de 12%.

Segundo a SDS, a Zona da Mata de Pernambuco foi a região que apresentou maior índice de queda no número de homicídios em novembro. No total, 56 pessoas foram mortas. Foram 17 a menos na comparação com o penúltimo mês de 2019. A queda foi de 23,29%.

O Sertão e a Região Metropolitana também verificaram redução, de 6,82% e 3,75%, respectivamente. Nos municípios sertanejos, os casos caíram de 44 para 41, enquanto nos da RMR passaram de 80 para 77.

Já no Agreste, foram 75 vítimas, contra 71 no mesmo mês no ano passado (aumento de 5,63%). No Recife também aconteceram mais homicídios em novembro, com 44 casos (contra 32 em 2019).

Se for feita uma comparação entre os números de novembro e outubro no Estado, observa-se uma tendência de queda - já que no mês passado houve o registro de 40 mortes a menos. No entanto, para ser mais fiel à análise dos dados, o comparativo sempre é feito em relação ao ano anterior.

Comentários

Últimas notícias