VACINAÇÃO

Chega ao Aeroporto do Recife avião que buscará vacina contra covid-19 na Índia

O avião partirá do Recife em direção à Índia para buscar 2 milhões de vacinas contra a covid-19

Agência Brasil JC
Agência Brasil
JC
Publicado em 14/01/2021 às 19:57
Notícia

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O avião irá decolar para Mumbai às 23h desta sexta-feira (15) - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O avião que irá buscar dois milhões de doses da vacina Astrazeneca/Oxford contra a covid-19 na Índia chegou ao Aeroporto Internacional do Recife, na Imbiribeira, Zona Sul da capital, às 19h33 desta quinta-feira (14). O Airbus A33neo, maior aeronave da frota da Azul, saiu do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no estado de São Paulo, nesta tarde. A partida da capital pernambucana para a cidade indiana de Mumbai está marcada para esta sexta-feira (15). 

>> Covid-19: confira quem será vacinado nos primeiros dias da campanha em Pernambuco 

>> Prefeitos afirmam que Pazuello apontou 20 de janeiro como data de início da vacinação

>> Saiba como vai ser operação com avião saindo do Recife para buscar vacina contra covid-19 na Índia

>> Vacinação contra covid-19 começará ao mesmo tempo em todos os estados, diz ministério

Inicialmente, a decolagem para a cidade de Mumbai estava prevista para as 23h desta quinta-feira (14), no entanto, "por questões de logística internacionais", segundo a Azul, a partida precisou ser adiada em 24 horas.

"Como resultado de um grande esforço conjunto entre os órgãos envolvidos, a operação de trazer os imunizantes ao Brasil será concluída de forma antecipada em relação ao plano original", informou a companhia por meio de nota.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
AEROPORTO Pousou ontem à noite, no Recife, avião que irá para a Índia buscar 2 milhões de doses da vacina, que serão trazidas no domingo - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O retorno ao Brasil estava previsto para o sábado (16). Mas com a mudança, não se sabe quando será a volta - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A aeronave chegou ao Recife às 19h33 desta quinta-feira - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM


O retorno da aeronave ao Brasil estava previsto para o próximo sábado (16). No entanto, por conta da alteração da data do voo, ainda não se sabe quando será a volta.

>> Anvisa decidirá sobre uso emergencial da Coronavac e da vacina de Oxford neste domingo

>> Coronavac tem eficácia geral de 50,38% em estudo do Butantan no Brasil

"A data de retorno do avião ao Brasil, com a carga de vacinas estimada em 15 toneladas, ainda está sendo avaliada de acordo com o andamento dos trâmites da operação de logística feita pelo Governo Federal em parceria com a Azul", diz a nota do ministério da Saúde.

Após chegar ao Brasil, pelo Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, ainda será preciso um aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A segurança no transporte das doses pelo Brasil será realizada pelas Forças Armadas, em ação conjunta com o Ministério da Defesa.

Prefeitos afirmam que Pazuello apontou 20 de janeiro como data de início da vacinação contra covid

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou a prefeitos, em reunião nesta quinta-feira, 14, que a vacinação contra a covid-19 deve começar no próximo dia 20. A data já era apontada pelo governo federal como o cenário "mais otimista" para abrir a campanha de imunização. Pazuello participa de reunião com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Mais de 130 chefes de municípios acompanham virtualmente a discussão.
O ministro repetiu aos presentes que 8 milhões de doses de vacinas devem estar disponíveis em janeiro, sendo 2 milhões do modelo de Oxford/AstraZeneca e 6 milhões da Coronavac. Estes imunizantes serão entregues no Brasil pela Fiocruz e pelo Instituto Butantan, respectivamente.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidirá no domingo (17) se libera ou não o uso emergencial destes dois imunizantes. Após este aval, as doses poderiam ser aplicadas na população.
Pazuello disse aos prefeitos que as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca devem chegar aos Estados na segunda-feira, 18. Um avião sairá na noite desta quinta-feira, 14, do Brasil para buscar as doses na Índia. A previsão de retorno é no próximo sábado, dia 16. Antes do aval da Anvisa, porém, as doses devem ficar sob cuidados da Fiocruz.
O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), escreveu em seu Twitter sobre a reunião. Ele disse que não haverá priorização para capitais e as doses serão entregues igualmente para as cidades.
Há uma disputa entre os governos federal e de São Paulo pela "primeira foto" da vacinação no Brasil. O ministério planeja realizar um evento no Palácio do Planalto para começar a campanha. A ideia era realizar o evento no dia 19. Bolsonaro já disse que não irá se vacinar contra a covid-19. Já o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou na quarta-feira, 13, que quer abrir a vacinação no seu Estado imediatamente após a decisão da Anvisa.
 

Comentários

Últimas notícias