CORONAVÍRUS

Confira as regras de funcionamento válidas para as igrejas e templos religiosos de Pernambuco nos próximos 14 dias

Na última segunda-feira (1º), governo estadual aumentou as restrições para o funcionamento de serviços que não são considerados essenciais

Danielle Santana
Danielle Santana
Publicado em 03/03/2021 às 14:21
Notícia
Jailton Júnior/JC Imagem
Locais precisarão obedecer as novas restrições, válidas desta quarta-feira (3) até o dia 17 de março - FOTO: Jailton Júnior/JC Imagem
Leitura:

Com a diminuição do número de leitos disponíveis em Pernambuco, o governo estadual aumentou as restrições para o funcionamento de serviços que não são considerados essenciais. Válidas a partir desta quarta-feira (3), as novas regras foram detalhadas por meio de um decreto estadual publicado na última segunda-feira (1º). O documento determina como deverá ser o funcionamento das igrejas e demais templos religiosos em Pernambuco. De acordo com o Governo de Pernambuco, as igrejas e templos que desrespeitarem o decreto podem ser fechadas e também multadas.

Confira as novas determinações:

  • O uso de máscaras de proteção segue obrigatório nos ambientes;
  • De segunda à sexta, os locais poderão funcionar entre às 5h e 20h e deverão permanecer fechados durante os finais de semana;
  • Durante esse horário de maior restrição, poderão ser desenvolvidas apenas atividades de preparação, gravação e transmissão das celebrações religiosas pela internet ou por outros meios de comunicação

Na busca por diminuir as restrições de funcionamento dos locais, o deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP) criou um projeto de lei (PLO nº 1094/2020) que reconhece a atividade religiosa - realizada dentro ou fora dos seus templos - como um serviço essencial para a população do estado.

O reconhecimento seria válido para "tempos de crises ocasionados por agravos endêmicos contagiosos na saúde ou catástrofes naturais", diz trecho do projeto. Seriam consideradas atividades religiosas essenciais "aquelas indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade a assistência religiosa e socorro espiritual, especialmente para o acolhimento de necessitados e de vulneráveis".

Como o serviço segue sendo considerado como não essencial, os líderes religiosos detalharam como será o funcionamento dos locais nos próximos dias. A Arquidiocese de Olinda e Recife, informou que adotará as seguintes medidas: as celebrações eucarísticas dos próximos finais de semana, 06 e 07 de março, 13 e 14 de março, acontecerão com transmissão pela internet, apenas com a equipe de celebração e da Pastoral da Comunicação; a celebração dos demais sacramentos e as atividades pastorais ficarão suspensas nos próximos dois finais de semana; e, de segunda a sexta, as celebrações eucarísticas, os outros sacramentos e as demais atividades pastorais serão realizadas no horário entre as 05h da manhã e as 20 horas, com a presença dos fiéis, observando as medidas de prevenção habituais.

Segundo o pastor da Igreja A Ponte Guilherme Franco, que atualmente conta com dois templos em Pernambuco, um no Recife, e outro em Caruaru, no Agreste, todos os protocolos do governo serão seguidos e, com isso, os cultos que estavam sendo realizados de forma presencial com 30% da capacidade, voltarão a ser realizados de forma online.

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco (IEADPE) informou, por nota, "que irá seguir todas as determinações do Governo do Estado com o intuito de prevenir novos casos da Covid-19. Desta forma, os cultos realizados nos fins de semana serão transmitidos pela internet e pela programação da Rede Brasil, pela televisão, sem a presença de público.

Comentários

Últimas notícias