SERVIÇO

Pernambucanos passaram menos tempo sem energia elétrica no 1º trimestre de 2021, aponta Celpe

O índice que afere a duração média de interrupção por clientes (DEC) alcançou a marca de 2,97 horas

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 08/04/2021 às 17:39
Notícia
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O resultado foi o menor já registrado na série histórica da empresa para o período - FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Um balanço divulgado pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) nesta quinta-feira (8) apontou que os consumidores pernambucanos passaram menos tempo sem energia elétrica nos três primeiros meses de 2021. O índice que afere a duração média de interrupção por clientes (DEC) alcançou a marca de 2,97 horas, o menor já registrado na série histórica da empresa para o período, tendo o mês de março registrando 1,04 hora, a melhor do trimestre. 

A Celpe atribui o bom desempenho aos investimentos realizados no sistema elétrico no Estado. Em 2020, foram aplicados mais de R$ 720 de recursos destinados, principalmente, para a expansão, manutenção, automação e modernização da rede de distribuição.

Além disso, foram entregues 2.560 quilômetros de rende, instalação de 774 equipamentos religadores de linha e 20 alimentadores, que promoveram um incremento de 120 quilômetros de novos circuitos de média tensão.

As ações de manutenção contemplam, ainda, a troca de componentes da rede elétrica, como isoladores e a substituição de transformadores por equipamentos de maior potência.

A Celpe tem investido em novas tecnologias, capazes de conferir cada vez mais inteligência à rede de distribuição de energia. Os sistemas de automação repercutem diretamente na qualidade do serviço, uma vez que permitem em diversas situações restabelecer remotamente a energia, sem a necessidade de deslocamentos de equipes de prontidão

 

Comentários

Últimas notícias