ALAGAMENTO

Chuva forte alaga trecho da BR-232 e deixa autoridades em alerta em Pernambuco

DER enviou equipe ao local para reestabelecer o tráfego de veículos na rodovia

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 11/04/2021 às 20:44
Notícia
REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Trecho do km 18,3, da BR 232, em Jaboatão dos Guararapes, no sentido Recife (próximo ao Alphaville), está alagado - FOTO: REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Leitura:

As fortes chuvas quem caem em Pernambuco desde o último sábado (10) continuam a causar transtornos e preocupam as autoridades em todo o Estado. Neste domingo (12), a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) renovou o alerta de chuvas moderadas a forte para o Grande Recife, Zona da Mata e Agreste. Devido às precipitações, parte da BR-232 (principal ligação entre o interior do Estado e a capital) está alagado neste domingo (11). No km 18,3 da rodovia, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, motoristas relatam transtornos na circulação de veículos. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a retenção de água ocorre no sentido Recife (próximo ao Alphaville). O DER informou que enviou uma equipe ao local para realizar a drenagem no trecho e reestabelecer o tráfego de veículos na rodovia.

A Polícia Rodoviária Federal em Pernambuco (PRF-PE) orienta que as pessoas que seguem pela BR-232, no sentido Recife, podem entrar no km 27 da rodovia, em Moreno, logo após o antigo posto da PRF do município. Em seguida, deve-se acessar a PE-07, em direção a Jaboatão Velho, e seguir pela Avenida Barão de Lucena, até o centro da cidade. 

A PRF-PE informa que os motoristas devem reduzir a velocidade do veículo, manter uma distância segura dos outros veículos e utilizar o farol aceso durante toda a viagem. Em caso de emergência, deve-se entre em contato com a PRF-PE através do telefone 191.

A população também pode entrar em contato gratuitamente com a Defesa Civil de Jaboatão dos Guararapes: 0800 2812099 ou 81 99195-6655. A central de atendimento funciona 24 horas.

Agamenon Magalhães

As fortes chuvas registradas em municípios da Região Metropolitana do Recife, desde a última sexta-feira (9), têm causado uma série de transtornos. Na noite deste domingo (11), trechos da Avenida Agamenon Magalhães, principal via de acesso entre as Zonas Sul e Norte da cidade, ficaram debaixo d'água. Imagens recebidas pela equipe do JC mostram alagamento em parte da via localizada no bairro do Espinheiro, Zona Norte do Recife. Motoristas fazem desvios para evitar passar em áreas com maior volume de água. 

Em Santo Amaro e em outros bairros da área central da capital pernambucana, diversos trechos permanecem inundados na noite deste domingo (11), como as imediações do Parque 13 de Maio e a Rua Princesa Isabel. 

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) renovou o alerta para a continuidade de chuvas moderadas a fortes no Recife, em demais cidades da região metropolitana, na Zona da Mata (Norte e Sul) e no Agreste de Pernambuco. O aviso é válido para as próximas 24 horas.

A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800 0813400. A ligação é gratuita, e o atendimento é feito por 24 horas. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão.

 

Mais chuvas 

O sistema meteorológico continua causando pancadas de chuvas em parte do Litoral e na Zona da Mata, podendo ocasionar pancadas de chuvas moderadas em algumas áreas do Agreste e Sertão de forma isolada. Devido a todos esses fatores e ao fato de o solo das regiões estarem já bastantes saturados, a Apac reforça o Estado de Atenção. "Orientamos a população para seguir as orientações das Defesas Civis dos seus municípios, deixando áreas de risco e evitando entrar em rios, córregos ou em locais alagados", destaca, em nota, a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe). As equipes da Defesa Civil do Estado permanecem em alerta 24 horas e podem ser acionadas através Central de Operações pelos telefones 199 e 81 3181-2490.

Até o momento, as Coordenadorias Municipais de Defesa Civil registraram vários pontos de alagamento e deslizamentos de barreiras. Em alguns casos, segundo balanço divulgado pela Codecipe, houve danos materiais, porém todos sem o registro de vítimas. As principais ocorrências foram registradas nos municípios de Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Recife, Olinda e São Lourenço da Mata.

De acordo com a Apac, os maiores índices pluviométricos, registrados nas últimas 24 horas, foram Olinda (191 mm), Jaboatão dos Guararapes (189 mm), Cabo de Santo Agostinho (179 mm) e Recife (167 mm). (dados atualizados às 17h deste domingo, dia 11). A agência frisa que o sistema meteorológico que vem causando tanta chuva é conhecido como Distúrbio Ondulatório de Leste – DOL, intensificado pela confluência dos ventos em baixos níveis. O cavado de médios níveis estava presente com intensidade considerável e não havia bloqueios atmosféricos.

Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militares de Pernambuco também atendeu diversas ocorrências nas últimas 24 horas, em toda a Região Metropolitana do Recife. Segundo a Codecipe, houve atendimento a nove deslizamentos de barreiras, 32 pessoas que ficaram ilhadas, 85 fiações elétricas que ficaram incendiadas e cinco árvores caídas em vias públicas.

Além disso, um homem caiu num Canal em Lagoa Encantada, no bairro da Cohab, na Zona Sul do Recife, e continua desaparecido, de acordo com a Codecipe. No sábado (10), José Cláudio, de 52 anos, teria caído em uma canaleta e levado pelas águas. Os Bombeiros foram acionados e fizeram buscas na área, mas não conseguiram localizar o homem. Parentes também estão fazendo a busca de José Botelho. Segundo o irmão dele, Wellington Botelho, chovia bastante quando José caiu na canaleta.

Trânsito

Ainda devido às fortes chuvas, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) também registrou, nas últimas 48 horas, vários pontos de retenção de água na Região Metropolitana do Recife. O Túnel Felipe Camarão, no Jordão, Zona Sul do Recife, encontra-se interditado. O órgão enviou equipe técnica ao local e diagnosticou a necessidade de permanecer isolado. O DER destaca que conta com o apoio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) para orientar os condutores, a fim de evitar retenção do fluxo. E a Grande Recife Consórcio de Transporte criou novas rotas temporárias de seus serviços prestados. O órgão está trabalhando para viabilizar a circulação de veículos o quanto antes.

Dessa maneira, o DER indica aos motoristas que vêm, no sentido Jaboatão/Recife, com destino ao bairro do Jordão, que sigam pela Avenida Mascarenhas de Morais, em direção ao Recife, e retornem pelo viaduto sobre a linha férrea, em frente ao edifício-garagem do aeroporto. Para os motoristas que estão saindo do bairro do Jordão, sentido Recife, devem seguir pela direita, pegar a Av. Mascarenhas de Moraes sentido Jaboatão e retornar pelo viaduto após a entrada de Porta Larga.

Rios

Até o momento, o Rio Capibaribe, em São Lourenço da Mata, apresentou nível de alerta, mas se encontra em tendência de retorno ao nível normal. As Plataformas de Coleta de Dados do município de Moreno, Nazaré da Mata e Ribeirão, nos rios Jaboatão, Tracunhaém e Amaraji, respectivamente, encontram-se subindo e seguem monitorados pela Apac, bem como os demais rios que estão com os níveis normais. Na Mata Sul, todos os rios encontram-se em situação normal e também permanecem sendo monitorados.

Recife

No Recife, ao longo das últimas 36 horas, da noite da última sexta-feira (9) até a manhã deste domingo (11), foram registrados 232 milímetros de chuva, o que corresponde a 71% do previsto para o mês de abril, que possui uma média histórica de 326 milímetros de precipitação. Nesse período, a Defesa Civil do Recife registrou 180 chamados, sendo 87 pedidos de colocação de lonas e 93 pedidos de vistorias.

Olinda

Em Olinda, a Defesa Civil informa que está com todas as equipes em campo trabalhando nas demandas relacionadas ao atual momento chuvoso, que registrou, nas últimas 24 horas, 220 milímetros de chuva. Esse índice pluviométrico representa 80% do previsto para todo o mês de abril.

Nas últimas 24 horas, foram realizadas colocação de lona em 15 localidades. A Defesa Civil foi acionada para monitorar a movimentação em 11 barreiras na cidade, trabalho que foi feito sem o registro de vítimas. Um novo boletim será apresentado na manhã desta segunda-feira (12).

A população pode entrar em contato gratuitamente com a Defesa Civil de Olinda pelo 0800 2812112.

Divulgação/PRF
Trecho interditado da BR-232 por conta de alagamento - FOTO:Divulgação/PRF
Alexandra Torres/Rádio Jornal
Bairro das Graças, no Recife, em domingo de chuva forte - FOTO:Alexandra Torres/Rádio Jornal
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Ponto de alagamento no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte - FOTO:WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Ponto de alagamento na Avenida Dois Rios, bairro do Ibura, Zona Sul do Recife - FOTO:WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Ponto de alagamento na Avenida Dois Rios, bairro do Ibura, Zona Sul do Recife - FOTO:WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Ponto de alagamento no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife - FOTO:WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias