PRECIPITAÇÃO

Municípios do Agreste e da Mata Sul de Pernambuco acumulam transtornos em mais um dia de fortes chuvas

A campeã de acúmulo de água é Paranatama, com 93,12 mm nas últimas 24 horas, seguida por Correntes, Catende, Pesqueira e Palmares

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 15/04/2021 às 10:59
Notícia
Reprodução
Com 70 mm acumulados, moradores de Pesqueira sofreram com as tempestades. Por conta da precipitação, diversos bairros ficaram alagados, ruas destruídas e muitas casas invadidas pela água - FOTO: Reprodução
Leitura:

Os últimos dias têm sido de fortes chuvas em Pernambuco, do litoral ao interior. No domingo (11), por exemplo, uma localidade do Grande Recife chegou a registrar o acúmulo de 327 mm de água em apenas 24 horas. Junto com as tempestades, muitos transtornos puderam ser contabilizados em todo o Estado, como queda de barreiras, famílias desabrigadas e diversos pontos de alagamento. Nessa quarta-feira (14), Pernambuco continuou recebendo quantitativo de chuvas significativo. Desta vez, cidades do Agreste e da Zona da Mata acumularam elevado índice pluviométrico em um espaço curto de tempo.

A campeã de acúmulo de água é Paranatama, com 93,12 mm nas últimas 24 horas. Em seguida, Correntes, com 91,08 de acúmulo, ambas no Agreste. Em terceiro, quarto e quinto lugar estão Catende, na Mata Sul, Pesqueira, no Agreste, e Palmares, também na Mata Sul, com 80,62 mm, 70 mm e 64,96 mm, respectivamente. Tamandaré, no litoral, ocupa a sexta posição, com 64,89 mm de chuva. Os números são do monitoramento da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), atualizados às 8h40 desta quinta.

Com os 70 mm acumulados, moradores de Pesqueira sofreram com as tempestades. Por conta da precipitação, diversos bairros ficaram alagados, ruas destruídas e muitas casas foram invadidas pela água. Moradores da rua da Cachoeira, no Centro, dos bairros da Pitanga e Pitanguinha e das proximidades do bairro Xucurus ficaram ilhados pela água, que chegou a atingir dois metros de altura. Veja alguns vídeos enviados à reportagem do JC: 

O acumulado, porém, já era esperado. Ainda na quarta-feira (14), a Apac emitiu alerta válido por 24 horas, indicando a probabilidade de chuvas com intensidade moderada a forte, com potencial de ultrapassar os 50 milímetros, em todas as regiões de Pernambuco, mas principalmente no Agreste, Mata Sul e Sertão do Pajeú. 

Segundo previsão da agência, o período de maior incidência das chuvas seria entre a noite da quarta e durante todo o dia desta quinta, deste modo, os índices pluviométricos calculados nesta manhã devem aumentar até o fim do dia.

Grande Recife

Na Região Metropolitana do Recife (RMR), no entanto, as últimas horas foram um pouco mais tranquilas, diferente dos últimos sábado e domingo, quando foram registradas nos municípios de Olinda 327mm, Recife 292 mm, Cabo de Santo Agostinho 274mm, Jaboatão dos Guararapes 274 mm, Camaragibe 268mm e São Lourenço da Mata 260mm.

Nesta quinta (15), enquanto a capital pernambucana registrou 44,68 mm, Cabo de Santo Agostinho chegou a 37,15mm, São Lourenço a 27,09 mm e Camaragibe a 26,02 mm.

ALERTA

A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800.081.3400. A ligação é gratuita e o atendimento 24h. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão.

Comentários

Últimas notícias