TRAGÉDIA

Corpo de mulher engolida por cratera em Garanhuns é encontrado; vítima reclamou de situação da rua horas antes do acidente

Após ter sido levado pela enxurrada, o corpo da vítima foi encontrado na manhã desta quinta-feira (22)

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 22/04/2021 às 11:57
Notícia
LUIZ CARLOS FERNANDES/TV JORNAL INTERIOR
Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer buscas pelo corpo - FOTO: LUIZ CARLOS FERNANDES/TV JORNAL INTERIOR
Leitura:

Um trágico acontecimento movimentou as forças de salvamento de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Durante as fortes chuvas registradas na cidade na quarta-feira (21), uma mulher, identificada como Nayara, acabou sendo engolida por uma cratera que se formou no calçamento próximo de sua casa. Após ter sido levado pela enxurrada, o corpo da vítima foi encontrado na manhã desta quinta-feira (22). Horas antes, Nayara apareceu em vídeo divulgado nas redes sociais, denunciando o estado em que a rua Antônio Paulo de Miranda, no centro da cidade, se encontrava. 

"Isso aqui está um absurdo! Essa é uma rua que só mora trabalhador. Tem um buraco na porta da minha casa, ninguém pode sair nem entrar direito", reclamou a moradora. "A gente está entregue às baratas, isso é a coisa mais feia do mundo", completou, bastante indignada. 

>> Mulher é engolida por cratera durante forte chuva em Garanhuns, no Agreste

De acordo com a Prefeitura de Garanhuns, o buraco que aparece nas filmagens não é o mesmo que engoliu Nayara, ocasiando sua morte. A cratera filmada, rodeada por cavaletes, teria sido fruto de uma obra realizada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Após o término do trabalho, o fechamento do buraco seria de competência da Prefeitura, que afirmou não ter finalizado a ação por conta das fortes chuvas que acometiam a cidade. 

A cratera que vitimou a moradora, no entanto, teria sido aberta no momento da chuva, por conta de infiltrações no calçamento. "Devido às fortes chuvas, o carro de uma família estava sendo carregado pelas águas, na frente de casa, quando o casal, com ajuda de amigos, tentou empurrar o carro para local seguro, no entanto, o calçamento afundou e criou uma cratera, infelizmente a mulher e o carro caíram, sendo ela carregada pela forte correnteza", informou a gestão municipal, em nota. 

A Compesa, por sua vez, confirmou que teria realizado uma obra nesta mesma rua e sinalizado a área para que o órgão responsável finalizasse a ação. Além disso, a companhia alegou que o local em que ocorreu o acidente se tratava de uma de um equipamento de drenagem (galeria de águas pluviais), cujo sistema não é administrado pela empresa. 

Outros estragos 

Em Garanhuns, agreste de Pernambuco, a quarta-feira (21) foi de muita chuva em alguns pontos da cidade, chegando a registrar 75 mm nas últimas 24 horas, segundo monitoramento do INMET. Alguns locais da cidade acabaram ficando alagados. Por estar localizada acima do nível do mar, o município geralmente não registra enchentes, mas, com diversas galerias entupidas, o resultado das tempestades das últimas horas foi desastroso. 

Em especial, localidades como a Rua 15 de Novembro e a Lavanderia Pública da cidade foram tomadas pela água, deixando diversos moradores ilhados. 

Veja vídeos enviados para a reportagem do JC: 

A prefeitura de Garanhuns informou, em nota, que uma força tarefa da Secretaria de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos está averiguando os transtornos causados nas últimas horas. Há relatos de outros buracos, afundamentos, galerias obstruídas, alagamentos e ruas com problemas em demais locais no município.

"As últimas chuvas já haviam causado diversos estragos, principalmente em ruas calçadas ou asfaltadas fora do padrão de qualidade ou que há muito tempo não passam por manutenção. De toda forma, como a população pode ver em diversos vídeos nas redes sociais, as chuvas foram fortes, em pouco tempo, e as galerias não absorveram a quantidade de água em diversos locais da cidade", informou comunicado. 

 

Comentários

Últimas notícias