REGIÃO METROPOLITANA

Barreira desliza em Camaragibe e deixa moradores em pânico por medo de tragédia

Moradores relataram que a Defesa Civil instalou uma lona de proteção, mas não retornou para fazer a manutenção

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 05/05/2021 às 22:11
Notícia
BERG ALVES/JC IMAGEM
Os moradores temem que uma tragédia aconteça - FOTO: BERG ALVES/JC IMAGEM
Leitura:

atualizada às 16h do dia 6 de maio de 2021

Uma barreira deslizou nesta quarta-feira (5) na Rua Califórnia, no bairro do Areeiro, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR), e deixou moradores assustados. De acordo com uma família que mora no local, há aproximadamente um ano a Defesa Civil do município instalou uma lona de proteção, mas não retornou para fazer a manutenção. No momento da queda ninguém ficou ferido. 

A dona de casa Vanessa de Lima afirma que teme que o pior aconteça. "Nós temos muito medo porque quando chove parece uma cachoeira que fica batendo na parede. Dentro de casa essa parede está úmida. Fico com medo porque tenho duas crianças e estou grávida. É um negócio tão simples (de se resolver). É só colocar um plástico. Já ligamos para a Defesa Civil e nada. Quem não tem casa de parente para ir? Vai para onde? Tem que ficar esperando acontecer alguma coisa ruim, que é o que a gente espera. A sorte é que não é uma barreira tão alta", relatou. 

Segundo a Apac, entre 21h de terça-feira (4) e 21h de quarta-feira (5), em Camaragibe, a região em que mais choveu foi o bairro do Timbi, com 52,90 milímetros. Em seguida aparece Aldeia (28,14 mm), Alberto Maia (32,69 mm), Jardim Primavera (44,70 mm), Vila da Fábrica (26,86 mm), e bairro dos Estados (46,99 mm).

Os moradores disseram à TV Jornal que o plástico que estava no local foi colocado pelos próprios vizinhos. "De tanta chuva que houve danificou o plástico. Nós pedimos a eles (Defesa Civil) um plástico e eles deixaram, daí nós colocamos", disse Amanda. 

De acordo com a diarista Cláudia dos Santos, a barreira cedeu porque um cano mestre estourou. "Se não cuidar vai cair o caminho de o povo sair. Quando cedeu não estava chovendo, foi só a água do cano", contou a moradora. 

A Prefeitura de Camaragibe, por meio da Secretaria de Defesa Civil, informou que o engenheiro da pasta foi até o local para avaliar a situação. "Na vistoria não foi observado nenhum problema na barreira, nem vazamento de cano e deslizamento. Além disso, não há nenhum registro de ocorrência na Defesa Civil sobre deslizamento de barreira no local", disse.

Até o momento, a prefeitura instalou 100.800 metros quadrados de lona em toda a cidade, realizou nove obras em morros, a respeito da construção de muros de arrimo, canaletas e implantação de tela argamassada, além de recuperação de 19 escadarias e canaletas.

A Prefeitura de Camaragibe informou que, na Rua Califórnia, está prevista a colocação de novas lonas plásticas.

Os moradores podem entrar em contato com a Defesa Civil por meio dos seguintes números: 2129-9564, das 7h às 19h, 153 (plantão 24 horas) e 9.9945-3015 (durante a noite, sábados, domingos e feriados).

Acumulado na Região Metropolitana do Recife nesta quarta-feira

Abreu e Lima - 19,2 mm

Araçoiaba (Granja Cristo Redentor)- 2,1 mm

Cabo (Pirapama) - 27,5 mm

Camaragibe - 30,4 mm

Goiana (Itapirema - IPA) - 4,6 mm

Goiana - PCD - 33,6 mm

Igarassu (Bar,Catucá) - 5,8 mm

Ipojuca - 33,2 mm

Itamaracá - 22,2 mm

Itapissuma - 12,5 mm

Jaboatão dos Guararapes (Duas Unas)* - 21,3 mm

Olinda - 70,8 mm

Olinda (Jardim Atlântico) - 39,9 mm

Olinda (Academia Santa Gertrudes) - 97,5 mm

Paulista - 25,8 mm

Recife (Codecipe / Santo Amaro) - 110,0 mm

Recife (Várzea) - 43,8 mm

São Lourenço da Mata (Bar,Tapacurá) - 3,9 mm

Para esta quinta-feira (6), a Apac prevê pancadas de chuva de forma isolada durante a manhã e noite com intensidade fraca a moderada na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata. No Agreste, a previsão é de tempo nublado a parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada e fraca ao longo do dia. No Sertão de Pernambuco e Sertão de São Francisco, a previsão é de chuva isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca. O mesmo é válido para o arquipélago de Fernando de Noronha.

 

Comentários

Últimas notícias