TRANSTORNOS

Com grande acumulado de chuvas, Grande Recife registra pontos de alagamento nesta quinta

Resultado é de transtornos para a população que se locomove no trânsito da Região Metropolitana do Recife

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 13/05/2021 às 8:15
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Alagamento na PE15, Ouro Preto Jatobá. - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 12h30.

Após uma madrugada de precipitação, a quinta-feira (13) amanheceu ainda com muita chuva no Grande Recife. Com índices pluviométricos acima dos 100 milímetros, os municípios de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Olinda tiveram os maiores registros do Estado das últimas 24 horas, de acordo com dados da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) atualizados às 11h50. Com tanta água nesta manhã, o resultado é de transtornos para a população que se locomove no trânsito da Região Metropolitana do Recife (RMR). 

>> Grande Recife tem madrugada de chuvas nesta quinta-feira; veja onde mais choveu

Em Olinda, por exemplo, o trânsito está bastante complicado na PE-15. Um canal localizado ao lado do viaduto que cruza os bairros de Ouro Preto e Jatobá transbordou e está causando um grande alagamento no local. Para passar pela área, motoristas precisam redobrar a atenção. O município registra um acumulado de 124,64 mm no bairro de Tabajara.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Alagamento na PE15, Ouro Preto Jatobá. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Alagamento na PE15, Ouro Preto Jatobá. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Alagamento na PE15, Ouro Preto Jatobá. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Alagamento na PE15, Ouro Preto Jatobá. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Alagamento na PE15, Ouro Preto Jatobá. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

No Recife, que é líder na quantidade de água acumulada nesta quinta, o Porto, na área central, registra 140,80 mm só nas últimas 24 horas. As consequências do acumulado podem ser vistas em diversos pontos da cidade que registram alagamentos e causam uma manhã conflituosa no trânsito, veja abaixo:

  • Rua Amélia, nas Graças;
  • Rua Esmeraldino Bandeira, nas Graças;
  • Rua do Espinheiro, no Espinheiro;
  • Rua Francisco da Cunha, Boa Viagem

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
BR-101, Jardim São Paulo - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM

A Apac já emitiu uma intensificação do aviso meteorológico já vigente para esta quinta-feira (13). O informe indica uma previsão de chuvas de intensidade forte, com potencial de ultrapassar os 150 mm, para a Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata Norte e Sul e Fernando de Noronha, podendo se estender para o Agreste.

>> Apac alerta para continuidade de chuvas fortes nesta quinta (13) em várias regiões de Pernambuco

Segundo a instituição, a precipitação está ligada à atuação de um sistema meteorológico chamado Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), considerado "comum para essa época do ano, porém está caracterizado com bastante umidade e possibilitando chuvas com intensidade moderada a forte, com aumento gradativo de chuvas desde a noite da quarta-feira (12)".

O Secretário de Defesa Civil do Recife, Cássio Sinomar, orientou, durante a programação da Rádio Jornal, que a população permaneça em casa, caso possa, enquanto a chuva não der trégua. Para quem mora em áreas de risco, o direcionamento é procurar um local seguro e acionar o órgão pelo telefone 0800.081.3400. A ligação é gratuita e o atendimento 24h.

“A gente pede que, quem puder, espere em casa, porque é muita chuva. Neste momento está torrencial, caindo cerca de 10 a 15mm em meia hora, então é importante que as pessoas fiquem em casa. As que estão em áreas vulneráveis, como em morros, a orientação já é diferente: procure um local seguro, vá para a casa de um parente ou de um amigo, entre em contato com a Defesa Civil para que a gente vá lá e vistorie”, disse.

Recife registra em 12 horas 30% da chuva esperada para todo o mês de maio

A Defesa Civil do Recife registrou, entre as 21h da quarta (12) e as 9h desta quinta-feira (13), o total de 101,2 mm de chuvas, o que equivale a 30% da média histórica de precipitação no mês de maio, que é de 328,9 mm. O órgão diz ter recebido, nesse período, 43 chamados da população, entre pedidos de vistorias e solicitações de lonas plásticas. Em caso de ocorrências, a Defesa Civil pode ser acionada pelo 0800.081.3400. A ligação é gratuita, e o atendimento acontece 24h por dia.

 

Comentários

Últimas notícias