Em queda

Cai para 83% a taxa de ocupação de UTIs públicas de covid-19 em Pernambuco

A taxa representa uma queda de 11% em relação à registrada há uma semana, o que explica-se, entre outros fatores, pela abertura de novos leitos desse tipo

Katarina Moraes Larissa Lira
Katarina Moraes
Larissa Lira
Publicado em 21/06/2021 às 21:33
Notícia
HÉLIA SCHEPPA/SEI
Pernambuco tem 1.809 leitos de UTI da rede pública destinados a pacientes com suspeita ou confirmação de covid-19 - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

A ocupação de UTIs da rede pública destinadas a pacientes com quadros respiratórios graves, com suspeita ou confirmação da infecção pelo novo coronavírus, em Pernambuco, chegou a 83% nesta segunda-feira (21). A taxa representa uma queda de 11% em relação à registrada há uma semana, o que explica-se, entre outros fatores, pela abertura de novos leitos desse tipo. No dia 14 de junho, eram 1.788. Agora, são 1.809.

A taxa de ocupação na enfermaria de covid-19 da rede pública também teve queda. O percentual, nesta segunda, é de 64%, com 1.262 vagas no total. No dia 14 de junho, o Estado contabilizava 72% das 1.277 vagas ocupadas.

Rede privada 

A taxa de ocupação nas UTIs de covid-19 da rede privada também diminuiu. Atualmente, o percentual é de 75%. Em comparação a 82% da semana passada, 14 de junho. Os hospitais particulares contam, atualmente, com 436 leitos de terapia intensiva. Uma semana atrás eram 496.

Queda na média móvel de mortes

Com mais 27 óbitos confirmados nesta segunda-feira (21), Pernambuco apresentou pela primeira vez em 35 dias uma queda na média móvel de mortes pela covid-19. Agora, o indicativo - considerado o melhor para medir o comportamento de uma pandemia - está em 60, uma diferença de -20% em relação ao de 14 dias atrás. A última vez que o Estado teve uma variação negativa em números com relação aos óbitos foi em 17 de maio.

Desde então, a média móvel oscilou entre a estabilidade e a alta. O indicativo contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

Os óbitos que tiveram a causa confirmada como covid-19 nesta segunda ocorreram entre 17 de abril de 2021 e 20 de junho de 2021 (último domingo). Com isso, o Estado totaliza 17.281 mortes pela doença desde a chegada do novo coronavírus.

Também foram confirmados mais 805 casos de covid-19 no Estado. Entre eles, 73 (9%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 732 (91%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 537.476 casos confirmados da doença, sendo 48.608 graves e 488.868 leves.

Agora, a média móvel de casos está em 2.397, com uma variação de -2% em relação à média móvel de casos de 14 dias atrás, quando o indicador estava em 2.443. A tendência de estabilidade se repete há 10 dias.

 

Comentários

Últimas notícias